Em 2012, quando disputou sua primeira Olimpíada, Neymar ainda bem jovem —com 20 anos na época— e defendendo o Santos teve o sonho da conquista da medalha de ouro frustrada por Oribe Peralta.

O atacante mexicano fez os dois gols de sua seleção no triunfo por 2 a 1 sobre a seleção brasileira em final disputada no estádio de Wembley, em Londres.

Seis anos depois, Neymar disputa a Copa do Mundo como o principal astro do Brasil, enquanto o mexicano de 34 anos perdeu bastante espaço na equipe nacional.

Também está na Rússia como um dos 23 integrantes do grupo do técnico Juan Carlos Osorio, mas após três partidas só atuou por um minuto.

Isso aconteceu nos acréscimos do jogo contra a Suécia, quando os mexicanos já perdiam por 3 a 0.

Javier “Chicharito” Hernández tem sido o centroavante titular ao longo das três partidas, com suporte de Hirving Lozano e Miguel Layún pelas pontas, em formação que deverá ser repetida contra o Brasil nesta segunda-feira (2) em Samara.

Há quatro anos, no Mundial do Brasil, Peralta foi titular da seleção mexicana nos quatro jogos da equipe e fez um gol, em triunfo de 1 a 0 sobre Camarões.

“Ir a uma Copa do do Mundo é um sonho que você tem desde criança e ter feito este gol foi algo incrível em minha carreira”, relembrou recentemente o jogador.

No empate em 0 a 0 com o Brasil esteve em campo por 73 minutos.

Jogando na seleção mexicana desde 2005, tendo feito 25 gols neste período, Peralta já declarou que esta será sua última competição pela equipe nacional. O anúncio havia sido feito antes mesmo da divulgação da lista final.

Seguirá jogando apenas pelo seu clube, o América (MEX), pelo qua anotou dez gols em 49 jogos na última temporada.

Quando se retirar definitivamente do futebol pretende trabalhar como treinador.

Apesar de ter pouco espaço com Osorio sempre fala com muito respeito do treinador e o elogia.

“É um técnico muito preparado, que sabe o que quer e expressa bem sua ideia para os jogadores. Com seu trabalho, temos qualidade suficiente para dar o salto que tantos sonhamos em um Mundial”, disse Peralta.

O atacante não é o único que atuou na final olímpica que disputa esta Copa do Mundo pelo México. Também estiveram presentes naquela ocasião o goleiro Jesús Corona, Giovanni dos Santos, Héctor Herrera, Javier Aquino, Raúl Jímenez e Marco Fabián.

Do lado brasileiro, são bem menos os jogadores que participaram daquela decisão e estão na Rússia. Além de Neymar, faziam parte do time Thiago Silva, Marcelo e Danilo.