SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O sentimento de Fernando Hierro após a eliminação da Espanha nos pênaltis por 4 a 3 para a Rússia era de total frustração. O treinador, que assumiu o cargo faltando apenas dois dias para a estreia de sua seleção na Copa do Mundo, disse que não faltou ousadia e jogadas individuais de seus atletas durante o empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, neste domingo (1).

“Acho que tentamos tudo que podíamos. Sabíamos que se chegasse à prorrogação seria mais difícil, precisávamos de mais gente na área. Rússia teve a paciência necessária. Acho que nós jogamos com nossa qualidade, mas é difícil atacar perante 11 jogadores tão bem posicionados na defesa”, disse ainda no gramado do Estádio Lujniki, em Moscou.

Apesar de Koke e Iago Aspas terem perdido os pênaltis que eliminaram a Espanha da Copa do Mundo, Hierro assumiu a responsabilidade pela queda nas oitavas para os anfitriões.

“Futebol é assim, estávamos em uma fase final de Copa do Mundo. Fizemos um bom jogo, lutamos, tentamos. Infelizmente pênaltis são um pouco de loteria. Muito orgulho dos meninos, deixaram tudo de si em campo. Infelizmente é minha responsabilidade como treinador. Tentamos fazer algo grande, era nossa ideia desde o primeiro dia”, explicou.

Apesar disso, o treinador interino, que era diretor da Federação Espanhola de Futebol até a demissão de Julen Lopetegui, desconversou se continuará no cargo para os próximos anos.

“Isso é o de menos. Tristeza pela nossa seleção. Os meninos estão muito desiludidos. Simpatizamos com nossos torcedores. Eu, como treinador, me sinto orgulhoso dessa equipe”, finalizou.