Campinas – Parece frase feita, mas é verdade: Carlitos Tevez só não fez chover na vitória do Corinthians por 5 a 3 sobre a Ponte Preta, ontem, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O argentino marcou dois gols, deu o passe para outros três e foi o maior responsável pelo resultado, que mantém o time do Parque São Jorge na liderança do Brasileiro, com 38 pontos. No Dia dos Pais, ainda ofereceu a excelente atuação para a filha Florência, que carregou nos braços, antes do jogo. ?Sempre procuro fazer o melhor para o Corinthians, todos os gols são para ela?, disse.

Em queda-livre – chegou à quinta rodada sem vencer -, a Ponte dominava o jogo, mas a pouca inteligência de Rissut fez a diferença a favor do rival. Infantilmente, o lateral fez pênalti em Jô. Tevez não perdoou e abriu o placar.

Mas Wendell retribuiu a gentileza: também cometeu falta desnecessária em Danilo. O meia levantou na área, Kahê ganhou da defesa, chutou no canto e empatou.

Até o intervalo, o time de Campinas foi melhor – apesar de Gustavo Nery ter sofrido pênalti de Bruno, não marcado. Aos 43, Galeano deu chutão para frente, Betão furou e deu a bola de presente para Danilo, que perdeu gol incrível.

Na etapa final, a Ponte Preta não teve tempo de pressionar. Em menos de cinco minutos, o time do Parque São Jorge praticamente decidiu o jogo. Aos 2, Tevez se livrou de Ângelo e André Silva, serviu a Roger, que bateu cruzado e marcou o segundo. Em seguida Tevez lançou Roger que, com classe, deslocou Lauro e fez o terceiro.

O time da casa diminuiu, graças à categoria de Danilo, que recebeu de Bruno, dentro da área, e encobriu Fábio Costa. Mas não houve tempo para festejar. O Corinthians deu a saída e Tevez foi mais rápido que a zaga: recebeu, girou e mandou para as redes. No contra-ataque, o argentino deixou Sebá livre, para marcar o quinto. Aos 35, Izaías bateu falta, Fábio Costa colaborou e a Ponte fez o terceiro. Mas a reação, para alegria do papai Tevez, parou por aí.

Ponte Preta 3 x 5 Corinthians

Ponte Preta – Lauro; Rissut, Rafael Santos, Galeano e Bruno (Iran); Ângelo, Everton, Luciano Santos (Izaías) e Danilo (Gabriel); Kahê e André Silva. Técnico: Zetti. Corinthians – Fábio Costa; Edson, Betão, Sebá e Gustavo Nery; Wendell, Marcelo Mattos, Rosinei (Carlos Alberto) e Roger (Marinho); Tevez e Jô (Fabrício). Técnico: Márcio Bittencourt. Gols: Tevez (pênalti) aos 14?, Kahê aos 31? do 1.º tempo. Roger aos 3? e aos 4?, Danilo aos 22?, Tevez aos 23?, Sebá aos 29?, Izaías aos 35? do 2.º. Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP). Cartões amarelos: Wendell, André Silva, Roger, Gustavo Nery, Rafael Santos, Edson, Tevez, Sebá. Renda: R$ 150.740,00. Público: 11.029 pagantes. Local: Moisés Lucarelli.

Carlitos já fala em ser artilheiro

Campinas – Dois gols e passes precisos para outros três (dois de Roger e um de Sebá). Carlitos Tevez foi novamente a principal figura do Corinthians em campo, a grande referência no ataque, jogando de costas para os zagueiros e abrindo espaços para os companheiros. E mostrando a boa e velha raça argentina, como sempre. ?Fico muito feliz por ter ajudado novamente o Corinthians a sair com a vitória. Foi um jogo muito difícil?, declarou o atacante.

Nem precisava, mas Tevez contou ainda com seu principal ?amuleto da sorte?: no Dia dos Pais, o argentino teve a torcida especial de sua filhinha Florencia nas tribunas do Moisés Lucarelli, em Campinas. Foi a primeira vez que Tevez levou sua filha para um jogo longe do Pacaembu. Nas três oportunidades anteriores, Florencia mostrou ser um ótimo ?amuleto da sorte?: o Timão venceu Paysandu (3 a 2), Cruzeiro (4 a 3) e Coritiba (3 a 0). ?É muito bom ter Florencia comigo no jogo?, declarou.

Tevez chegou a nove gols no campeonato. Já entrou na briga pela artilharia da competição. ?Seria muito bom ser artilheiro?, disse o jogador. O argentino é o principal goleador do Corinthians no Brasileirão e na temporada, com 20 no total. Carlitos senta no banco dos réus pela expulsão no jogo contra o São Caetano por ofensas ao árbitro, e pode levar um gancho de seis jogos.