O Corinthians conseguiu um precioso empate diante da Ponte Preta, neste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Depois de o time passar sufoco, Rodriguinho saiu do banco de reservas para fazer aos 39 minutos do segundo tempo o gol que garantiu o 2 a 2 e deixou o time com uma ainda confortável vantagem de cinco pontos na liderança do Campeonato Brasileiro. Restando nove rodadas para o fim da competição, o time paulista tem 61 pontos, mas viu o Atlético Mineiro diminuí-la com a vitória no sábado contra o Coritiba.

O jogo foi complicado para o Corinthians desde o começo. Bem postada na defesa, a Ponte Preta dificultou as ações do time do técnico Tite. A marcação forte do adversário bloqueou o meio de campo e a partida ficou truncada. Sem usar as laterais e as jogadas em profundidade para tentar deixar o jogo mais aberto, a equipe paulistana insistia nas infiltrações pelo meio e errava muitos passes, facilitando o trabalho da defesa campineira.

O Corinthians só teve a primeira chance de marcar aos 20 minutos graças a uma vacilo do adversário. Rodinei entregou a bola presente para Vagner Love, que tocou para Jadson. De frente para o gol, o meia bateu por cima do goleiro Marcelo Lomba, mas viu Rodinei se recuperar e evitar o gol quase em cima da linha.

A proposta da Ponte Preta era esperar uma oportunidade para sair no contra-ataque. Mesmo com boa presença no ataque, faltava agressividade ao Corinthians. A equipe rondava a área do adversário, mas não conseguia criar oportunidades efetivas de gol. Quando, enfim, conseguiu encaixar uma boa jogada, abriu o placar. Aos 42 minutos, Malcom tocou para Elias, que rolou para Jadson na entrada da área. O meia bateu de primeira e com estilo, sem chances para o goleiro.

No segundo tempo, o cenário do jogo mudou. A Ponte Preta voltou no ataque e o Corinthians se encolheu na defesa. Após chegar duas vezes com perigo, a equipe de Campinas fez o gol de empate aos 15 minutos. Após cruzamento de Rodinei pela direita, Diego Oliveira cabeceou e Elton, praticamente debaixo da trave, só escorou para o gol.

Mal deu tempo de o Corinthians se reestruturar e já veio o segundo gol. Aos 18 minutos, Cássio espalmou para o meio da área o chute de Biro Biro e a bola sobrou limpa Felipe Azevedo virar para a Ponte Preta.

Tite, então, lançou o Corinthians ao ataque e fez duas substituições. Trocou Malcom e Elias por Lucca e Rodriguinho, respectivamente. Já o técnico Doriva preferiu repetir a estratégia do primeiro tempo e fechou a Ponte Preta na defesa, substituindo Felipe Azevedo pelo zagueiro Fábio Ferreira.

A escolha foi fatal. Com espaço para atacar e sem ser ameaçado, o Corinthians conseguiu o empate aos 39 minutos. Após cobrança de lateral de Edilson pela direita, Ferrón tirou mal a bola e Rodriguinho bateu de primeira.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 2 x 2 CORINTHIANS

PONTE PRETA – Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Ferron e Gilson; Juninho, Elton, Cristian (Diego Oliveira) e Felipe Azevedo (Fábio Ferreira); Biro Biro e Borges (Alexandro). Técnico: Doriva.

CORINTHIANS – Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Yago; Ralf, Elias (Rodriguinho), Renato Augusto e Jadson (Danilo); Malcom (Lucca) e Vagner Love. Técnico: Tite.

GOLS – Jadson, aos 42 minutos do primeiro tempo; Elton, aos 15, Felipe Azevedo, aos 18, e Rodriguinho, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Ferron (Ponte Preta); Elias, Felipe, Danilo e Yago (Corinthians).

CARTÃO VERMELHO – Rodinei (Ponte Preta).

ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA – R$ 428.590,00.

PÚBLICO – 10.311 pagantes.

LOCAL – Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).