A Ponte Preta jogou em casa e cumpriu seu papel: venceu por 1 a 0 o Corinthians, hoje, gol do atacante André Luís, de cabeça, no primeiro tempo. Quem não faz seu papel é o time paulista, não só pela derrota, mas porque segue na última posição na classificação do Campeonato Brasileiro 2012.

O atual campeão nacional tem cinco jogos e apenas um ponto ganho, com quatro derrotas e só um gol marcado, o que lhe coloca em 20º lugar. Campanha para colocar qualquer time em crise, mas esta segue abafada pela disputa da semifinal da Libertadores contra o Santos (com jogo de volta na quarta, após vitória por 1 a 0 na partida de ida).

Já a Ponte Preta tem agora seis pontos e sai de perto da zona de rebaixamento, subindo na tabela. O time campineiro pega o Botafogo na próxima rodada, no Rio, às 18h30 do domingo que vem (24 de junho). Já o Corinthians faz o clássico contra o Palmeiras, no mesmo dia, às 16h, no estádio do Pacaembu.

Sem emoção

No jogo, o técnico Tite mais uma vez escalou os reservas: Júlio César; Welder, Wallace, Antônio Carlos e Ramon; Marquinhos, Willian Arão, Douglas e Ramírez; Willian e Elton. No segundo tempo ainda entraram Romarinho, Adilson (que estreou, vindo do XV de Piracicaba), e Liedson. Nada disso fez o time atacar.

Os pontepretanos, por outro lado, não jogaram brilhantemente. O jogo, tecnicamente, foi ruim, e as chances de gol foram escassas. Só fizeram o que precisava: ser eficiente. Marcaram muito bem o adversário e aproveitaram as poucas chances que criaram. Bola na rede, só uma: aos 41min do primeiro tempo, gol de André Luís, em bola cruzada por Cicinho da direita, que Roger desviou antes do atacante saltar para fazer 1 a 0.

A noite agradável (21ºC e céu aberto) em Campinas e o público razoável (cerca de 6.300 torcedores) no estádio Moisés Lucarelli não saíram contentes do que viram, pelo excesso de chutões, laterais e até de bolas sumidas pelos gandulas -o árbitro Wilson Luiz Seneme reclamou várias vezes deles- mas quem torce para a Ponte ficou satisfeito com a primeira vitória na Série A deste ano.