O Corinthians praticamente descartou a contratação do atacante Marcelo, do Atlético Paranaense. As negociações para contratar o jogador não avançaram. O motivo foi a falta de dinheiro. O clube paulista não encontrou nenhum investidor disposto a bancar os 5 milhões de euros para adquirir 50% dos direitos econômicos do atleta. O diretor de futebol Ronaldo Ximenes se mostrou pessimista quanto ao desfecho da transação.

“A situação é mesma de ontem (segunda-feira). Não tivemos avanço e tudo indica que vamos terminar a situação do Marcelo de uma maneira negativa. Tivemos êxito em todas as negociações que fomos atrás. Mas nem tudo dá certo. Cinco milhões euros por 50% do atleta é um preço alto”, disse o dirigente.

A contratação de Marcelo seria a última para a sequência do Campeonato Brasileiro. Sem ele, não haverá plano B, segundo Ximenes. O dirigente encarava o negócio como uma “oportunidade”. Para ele, o elenco do Corinthians já é forte o suficiente para brigar pelo título brasileiro.

O Corinthians contratou quatro reforços para o Campeonato Brasileiro. O volante Elias, o zagueiro Anderson Martins, o meia Lodeiro e o atacante Ángel Romero. Dos quatro, apenas Elias tem estreia confirmada na partida desta quinta-feira contra o Internacional, no Itaquerão. Os outros três jogadores dependem de documentação. Lodeiro sequer foi apresentado e ainda não treinou com os jogadores.