Nem a chuva, nem o time reserva e nem a boa atuação do Ituano impediram a vitória do Corinthians em seu reencontro com a torcida, neste sábado, no Pacaembu. Sem os titulares, a equipe do técnico Tite derrotou o rival do interior por 3 a 2, contando com gol aos 41 minutos do segundo tempo, pelo Paulistão. Felipe salvou o Corinthians logo depois de Emerson desperdiçar um pênalti.

Tite mandou a campo o time reserva, liderado por Emerson, Jorge Henrique e Douglas, para dar um descanso aos titulares. A delegação corintiana sofreu com a desgastante viagem até o México, onde jogou pela Copa Libertadores, na quarta passada. O Corinthians só chegou ao Brasil ao meio-dia de sexta-feira.

Assim, Tite pode dar nova chance a jogadores como Douglas e Emerson, além de promover a estreia de Chicão neste ano. O zagueiro, que passou por cirurgia no início deste ano, estava sem jogar desde a final do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro.

E, mesmo aos tropeços, a equipe reserva do Corinthians venceu o Ituano, encerrou uma sequência de cinco empates seguidos no Estadual e ainda chegou aos 18 pontos na tabela do Paulistão. Assim, subiu para o 6º lugar e se manteve na zona de classificação para a próxima fase da competição. Já o adversário estacionou nos 10 pontos, em 15º, próximo da zona da degola.

A partida deste sábado marcou o reencontro do time com a torcida. O Corinthians não jogava no Pacaembu desde o empate no clássico com o Palmeiras no dia 17 de fevereiro, pelo Paulistão. Desde então, foram quatro jogos disputados fora de casa e um com os portões fechados, no próprio Pacaembu, ao cumprir punição imposta pela Conmebol na Copa Libertadores.

Os torcedores poderão acompanhar a equipe novamente na quarta-feira, em novo duelo do Corinthians com o Tijuana, do México. Desta vez, o confronto será disputado no Pacaembu. Será o primeiro jogo do time brasileiro diante de sua torcida nesta edição da competição sul-americana.

O JOGO – Nem mesmo a forte chuva que caiu sobre São Paulo, neste sábado, impediu que os ansiosos torcedores pudessem ver novamente o Corinthians em campo. Antes do apito inicial já havia pequenas porções do gramado alagadas. E a precipitação constante só piorou a situação do campo e a qualidade do jogo no decorrer do primeiro tempo.

Mesmo em condições adversas, o ataque das duas equipes não deixou de trabalhar. Foram quatro gols na etapa inicial. O primeiro foi marcado por Edenílson aos 16 minutos. Ele bateu forte e cruzado da direita após receber bom passe em inversão de jogada articulada por Emerson.

Mas a torcida corintiana só comemorou até os 23, quando o zagueiro Cléber empatou a partida. Ele subiu alto após cobrança de escanteio e cabeceou para as redes. O duelo seguiu equilibrado, com baixo nível técnico e predomínio de jogadas aéreas, em razão da dificuldade de se jogar com a bola rolando no gramado encharcado.

Diante desta limitação, o Corinthians retomou a dianteira do placar em lance de bola parada. Em cobrança de falta ensaiada, Chicão ajeitou para Guilheme encher o pé e acertar belo chute. A bola ainda carimbou o travessão antes de entrar, aos 32.

E, como aconteceu no primeiro gol corintiano, a torcida festejou por pouco tempo. Quatro minutos após o gol de Guilherme, o Ituano buscou novamente a igualdade. Fernando Gabriel levantou na área da direita e viu Luciano, sem marcação dentro da área. O meia só ajeitou a bola e acertou no canto esquerdo de Danilo Fernandes.

O segundo tempo teve um início mais tranquilo. A chuva amenizou e os dois times puderam valorizar mais a posse de bola e as trocas de passe em um gramado em melhor estado. Os gols, porém, rarearam na etapa final.

Nem com pênalti o placar sofreu alterações. Emerson desperdiçou a melhor chance do Corinthians no segundo tempo ao ser parado pelo goleiro Vagner na cobrança da penalidade, aos 40 minutos.

O atacante, porém, contou com ajuda do zagueiro Felipe para escapar das críticas ao fim da partida. Logo após o pênalti, o defensor mandou para as redes ao completar de cabeça cobrança de escanteio, aos 41, garantindo a vitória do Corinthians e a festa da torcida nas arquibancadas do Pacaembu.

O próximo compromisso do Corinthians no Paulistão será contra o União Barbarense, no sábado que vem, novamente no Pacaembu. O Ituano vai receber o XV Piracicaba, na noite de sexta-feira, diante de sua torcida.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 3 x 2 ITUANO

CORINTHIANS – Danilo Fernandes; Edenílson, Chicão, Felipe e Igor (Alexandre Pato); Willian Arão (Giovanni), Guilherme, Douglas (Yago) e Jorge Henrique; Emerson e Romarinho. Técnico: Tite.

ITUANO – Vagner; Leandro Silva, Cléber, Vitor Hugo, Patrick (Alisson); Marcinho Guerreiro, Cambará, Kleiton Domingues, Fernando Gabriel (Paulinho); Luciano (Marinho) e Adailton. Técnico Roberto Fonseca.

GOLS – Edenílson, aos 16, Cléber, aos 23, Guilherme, aos 32, e Luciano, aos 36 minutos do primeiro tempo. Felipe, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Leandro Silva, Cléber, Marcinho Guerreiro e Giovanni.

ÁRBITRO – Aurélio Santanna Martins.

RENDA – R$ 561.832,00.

PÚBLICO – 19.966 pagantes (21.491 no total).

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo.