Mesmo ainda em fase de construção para a sequência da temporada, o Coritiba, neste começo de ano, já ficou marcado por fazer bons jogos fora de casa. O time, na verdade, é um visitante indesejado, seja no Campeonato Paranaense ou na Copa do Brasil. Por isso, aposta nesse bom retrospecto nas partidas fora do Couto Pereira para conseguir um bom resultado no clássico contra o Paraná Clube, hoje, às 21h45, na Vila Capanema. Somente assim seguirá com boas chances de conseguir a classificação para a semifinal da Taça Caio Júnior do Estadual.

SAIBA TUDO SOBRE O PARATIBA 100!

“A gente tem feito bons jogos fora de casa neste ano, com grandes resultados. Esperamos poder dar continuidade nesse trabalho. No clássico, como todos sabem, não tem favoritismo. Será uma partida difícil e a gente espera fazer um grande jogo nesta quarta-feira”, apontou o atacante Iago.

O Coritiba, neste ano, jogou sete vezes fora de casa e conseguiu quatro vitórias, dois empates e foi derrotado apenas uma vez (1×0 para o Goiás, pela Copa do Brasil), totalizando aproveitamento de 67%. No Campeonato Paranaense, o Verdão ainda está invicto como visitante, com três vitórias e um empate somados até agora.

Estreante

O lateral-esquerdo Léo Andrade, aos 19 anos, que fará seu primeiro clássico no time profissional, espera que o Coxa consiga, no Paratiba, manter o bom retrospecto como visitante na temporada. “A gente tem um bom retrospecto em jogos fora de casa. Perdemos em Goiânia, na semana passada, um jogo importante, mas o time vem jogando bem, vem desempenhando um bom futebol fora de casa. Então, acho que é um trunfo sim, mas cada partida se desenha de uma maneira e a gente tem que desempenhar da melhor forma possível”, reforçou o lateral alviverde.

Para manter esse bom rendimento como visitante no clássico número 100 da história dos confrontos entre os dois clubes, o Coritiba vai com força máxima. Depois de atuar com um time reserva contra o Maringá e de sair derrotado por 3×0, no último domingo, em pleno Couto Pereira, o técnico Sandro Forner garantiu que colocará em campo o time coxa-branca considerado titular.

Desfalque

O volante Vitor Carvalho, que já não atuou diante do Goiás, semana passada, pela Copa do Brasil, segue vetado pelo departamento médico. Com isso, brigam pela posição os volantes João Paulo e Matheus Galdezani. A tendência, no entanto, é de que o primeiro atue no setor de contenção e tenha o volante Júlio Rusch e o meia Thiago Lopes como companhias no meio de campo do Coritiba para o clássico Paratiba.

Essa deve ser a principal dúvida do técnico Sandro Forner para o duelo contra o Paraná Clube. Do outro lado, está o rival que venceu apenas um jogo no ano, está ameaçado pelo risco de rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Paranaense.

O Tricolor entrará em campo pressionado para buscar os três pontos. Mas, apesar da fase ruim do Tricolor, o time coxa-branca garantiu que não existe favoritismo para o Paratiba.

“Momentos ruins todos vivem. Eles trocaram o comando, então tem uma motivação a mais. Tem também a motivação de jogar um clássico em casa, diante da sua torcida. Aí não tem fase ruim, clássico é 50 a 50, todos querem vencer. Será um jogo muito disputado. Não tem favoritismo e nem fase ruim. Será um jogo igual para todo mundo”, concluiu Léo Andrade.