O Coritiba vem de três derrotas consecutivas e possui a defesa mais vazada do Campeonato Brasileiro, com 11 gols sofridos em seis jogos. Não à toa, ocupa a 19.ª e penúltima colocação na tabela de classificação, com apenas quatro pontos. Para tentar mudar esse quadro, o time recebe o Sport neste domingo, às 11 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.

Para dificultar ainda mais as coisas, o time paranaense conta com desfalques justamente no setor defensivo. O zagueiro Rafael Marques recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o Corinthians por 2 a 1 e está fora. Juninho deve ser o substituto e atuar ao lado de Luccas Claro.

Além dele, o time não conta com o lateral-esquerdo Benítez, o lateral-direito Ceará e o volante Alan Santos, todos machucados. A boa notícia é que o atacante Leandro e o volante Amaral estão recuperados e foram relacionados. O meia Juan, que foi poupado das primeiras atividades durante a semana por conta de desgaste muscular, deve ir para o jogo.

O técnico interino Pachequinho não demonstrou estar incomodado com a situação do time. Apesar de ter vencido apenas na estreia e colecionar quatro derrotas e um empate na sequência, o treinador acredita que o time está evoluindo – na última rodada, a equipe vencia o Corinthians até os 44 minutos do segundo tempo, mas permitiu a virada.

“Às vezes você tem um rendimento bom, mas acaba perdendo a partida no detalhe. O jogo contra o Sport é de extrema importância, como todos são. Mas vamos entrar com a expectativa de uma imposição muito grande. Temos que nos impor do início ao fim do jogo”, comentou o treinador.