O Coritiba entra em campo neste sábado, para enfrentar o Criciúma, a partir das 21 horas, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, pressionado pela queda de rendimento no returno e a proximidade com a zona de rebaixamento. Por isso, precisa da vitória nesse confronto direto para poder afastar o risco de queda.

Em 14º lugar, o Coritiba está com 41 pontos, apenas dois pontos a mais do que o Criciúma – tem também dois pontos de vantagem sobre o Bahia, que abre o grupo dos quatro últimos colocados. Assim, uma derrota neste sábado pode levar o time paranaense à zona de rebaixamento ao final desta rodada.

Para o jogo deste sábado, o técnico Péricles Chamusca terá os retornos de Júnior Urso, que cumpriu suspensão contra o Corinthians, Robinho, que deixou o departamento médico, e Vítor Júnior, que ficou fora da rodada passada por questões contratuais.

Com isso, o volante Gil volta a jogar improvisado na lateral direita e Carlinhos retorna à ala-esquerda, com Robinho no meio-de-campo.

O atacante Deivid, que ficou afastado por várias rodadas por causa de lesão, espera terminar a partida com os três pontos, mas não poupou críticas ao Coritiba. “Precisamos ter um elenco forte, mais peças de reposição, já joguei campeonato francês, turco, é uma competição muito difícil, em que precisa contratar certinho. Foi um ano frustrante, foi um dos campeonatos brasileiros mais fáceis que já disputei”, afirmou o jogador.