Foto: Valquir Aureliano

Única alteração é a volta de Ânderson Lima no lugar de Henrique Dias.

Focado apenas na partida contra o Paulista, o Coritiba entra no segundo turno da Série B com a possibilidade de assumir a liderança. Em caso de vitória em cima do Galo da Japi e de um tropeço do Criciúma contra o São Caetano, hoje, o Alviverde volta a ser o melhor quase um ano depois de freqüentar o topo da competição e quase chegar à primeira divisão. Por isso, ninguém quer saber de projetar jogos mais pra frente e apenas falar sobre a partida das 16h no Jaime Cintra. A única novidade da equipe será o líbero Ânderson Lima, que entra para a saída de Henrique Dias.

?Não estou nem lembrando que terminou o primeiro turno e só sei que vou jogar contra o Paulista. A gente pensa no adversário, que é forte, se reforçou, que perdeu para o Ipatinga, mas vinha de três bons resultados?, diz o treinador. É claro que ele sabe que tem returno e só faltam 19 jogos para o Coxa tentar a volta à Série A, mas ele mantém a postura de não colocar pressão sobre os atletas para jogos futuros. ?Vai ser um jogo extremamente difícil contra o Paulista e temos que estar muito concentrados nele?, justifica.

E nem adianta dizer que uma derrota ainda mantém a equipe no G4 e coisas do gênero. ?A nossa tranquilidade é entre aspas. No segundo turno temos 19 jogos, tem mais times crescendo no campeonato e vamos entrar sabendo que as dificuldades serão maiores e vamos nos preparar para conseguir os pontos?, destaca o zagueiro Henrique. Se isso acontecer e os bons resultados continuarem, o Coritiba tem tudo para festejar o retorno à primeira divisão com antecedência. A previsão atual é de 65 pontos para este intento e como o Alviverde já tem 35, na contagem regressiva faltariam apenas 30.

Para tanto, nada de moleza para o Galo da Japi comandado por Waldemar Lemos, técnico cortejado pelo Coxa antes do acerto com o próprio René. Apesar da boa vitória sobre o Santa Cruz, o Coritiba adota um esquema tático mais cauteloso para atuar fora de casa. Assim, Henrique Dias volta ao banco e Ânderson Lima será o líbero da equipe. Em compensação, Caíco e Pedro Ken estão liberados para encostar em Hugo para formar a linha de frente. No restante da equipe, nenhuma alteração.

Amoroso rejeita convite do Coxa, mesmo com uma baita grana

Foto: Arquivo

Atacante alegou problemas particulares, mas disse que está à disposição do clube no ano que vem.

A contratação seria uma bomba se o protagonista da notícia que agitou a torcida do Coritiba ontem não tivesse dado para trás. Salários de R$ 70 mil, luvas de R$ 140 mil e mais R$ 200 mil de premiação em caso do Alviverde voltar à primeira divisão no ano que vem não comoveram o atacante Amoroso. Dispensado pelo Grêmio e com apenas cinco gols marcados nos últimos dois anos em passagens por Milan e Corinthians, após brilhar no São Paulo, o jogador alegou problemas particulares para dizer não ao Coxa.

?Ele não vem mais. Acabou de ligar (por volta das 16h30) e dizer que não vai para lugar nenhum. Conversou comigo e com o René e se colocou à disposição do Coritiba para o ano que vem?, revelou João Carlos Vialle, coordenador de futebol, ainda durante a viagem para Jundiaí. As conversas com o procurador do atleta, Nivaldo Baldo, começaram há mais de duas semanas e terminaram após a revelação do interesse pelo clube. ?Ele foi muito educado, avisou que precisa resolver problemas e disse que este ano ele não joga mais?, informou o dirigente.

Sem Amoroso, o clube mantém a busca por mais reforços, mas não tem previsão de apresentar ninguém nos próximos dias. ?Temos feito contatos com alguns outros jogadores, mas essas conversas ainda não chegaram a corresponder àquilo que a gente deseja?, ponderou. Mas a procura continua e mais um atacante e um meia são os alvos do clube para o restante da Série B. As inscrições para a competição se encerram no dia 21 de setembro. Até aqui, o clube já contratou 35 jogadores para a temporada, mas a metade já foi embora.

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

20.ª Rodada

Paulista x Coritiba

Paulista

Victor; Marcos Aurélio, Dema, Diego Padilha e Jorginho Paulista; Jairo, Edimar, Marcel e Ruy; Marcelo Toscano e Marcos Denner.

Técnico: Waldemar Lemos.

Coritiba

Edson Bastos; Henrique, Ânderson Lima e Jéci; Gilberto Flores, Careca, Douglas Silva, Pedro Ken, Caíco e Fabinho; Hugo.

Técnico: René Simões.

Local: Jaime Cintra (Jundiaí)

Horário: 16 horas

Árbitro: Manoel Paixão dos Santos (MS)

Assistentes: Ezequiel Barbosa Alves (MS) e Ivanilton Bandeira da Silveira (MS)