Foto: Valquir Aureliano /O Estado

Técnico do Coritiba lamenta a derrota.

O Coritiba manteve a curva descendente no campeonato brasileiro da Série B e ontem perdeu mais uma. Depois de sucumbir ao Brasiliense em pleno Couto Pereira por 2 a 0, o Alviverde foi até Recife tentar recuperar o prejuízo, mas voltou a jogar mal e caiu pelo mesmo placar diante do Sport.

Com o resultado, o Coxa agora é o terceiro colocado da Segundona e já vê a turma de baixo se aproximando e ameaçando a posição na zona de classificação para a primeira divisão. O próximo compromisso do clube do Alto da Glória será o São Raimundo, terça-feira, em casa.

?Vamos jogar como time grande?, prometeu o meia Jackson antes da partida. Tal como político em época de eleição, prometeu e não cumpriu. Na dura realidade da Segundona, o Coritiba não mostrou nada além do que as equipes da terceira divisão. Depois do time se perder, tanto no 3-5-2 quanto no 4-4-2, nas últimas rodadas, o técnico Paulo Bonamigo apostou no defensivo 4-5-1. O Sport agradeceu e foi para cima. Com problemas de elenco e até com o técnico Givanildo de Oliveira tendo pedido demissão e voltado atrás.

Empurrados pela torcida, Wellington, Fumagalli e Jadílson foram criando e chegando. A defesa alviverde, confusa, foi dando espaço e o perigo rondou a meta defendida por Artur. Enquanto o arqueiro foi segurando ou espalmando as bolas, o Coxa se salvou. Quando Artur rebateu para frente, ninguém ajudou e Jadílson mandou para a rede. ?Mais uma vez na bola parada?, lamentou o zagueiro Henrique. Já o atacante William reclamou das saídas de bola. ?Temos que acertar lá atrás para a bola chegar na frente com rapidez?, apontou.

Para tentar fazer o que William pediu, Bona mandou Egídio recuar e ficar como um terceiro zagueiro. Pouco mudou no panorama coxa-branca, a não ser um bom cabeceio de Batatais, que Magrão segurou. Aliás, foi a única defesa do goleiro do Sport. O que dá uma idéia de como funcionou o ataque do Coritiba. Para piorar a situação, quando o treinador alviverde iria colocar dois atacantes em campo, Tiago cruzou da direita e encontrou Jadílson na área, que cabeceou na saída em falso de Artur.

Depois do segundo gol, quase nada, tirando um chute por cima de Hugo e mais uma tentativa com Jadílson. A posse de bola ficou com o Coxa, mas nada de produtivo foi criado. Depois da crise na sexta-feira, Giva disse que vai cumprir o contrato, foi aplaudido pela torcida e ganhando por dois tratou de segurar o resultado e garantir os três pontos.

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

24.ª Rodada

Sport 2 x 0 Coritiba

Sport

Magrão; Tiago, Kléber, Durval e Bruno; Hamílton, Éverton, Wellington (Marco Antônio Paulista) e Fumagalli; Jadílson (Ticão) e Marco Antônio (Ânderson Aquino).

Técnico: Givanildo de Oliveira

Coritiba

Artur; Luís Paulo, Henrique, Batatais e Ricardinho; Egídio, Paulo Miranda, Jackson (Guilherme), Batatinha (Edu Sales) e Cristian; William (Hugo).

Técnico: Paulo Bonamigo

Local: Ilha do Retiro (Recife)

Árbitro: William Marcelo Souza Nery (RJ)

Assistentes: Élson Passos Sena F.º (RJ) e Jorge Luiz Campos Roxo (RJ)

Gol: Jadílson aos 42 do 1.º tempo e 20 do 2.º tempo

Cartão amarelo: Kléber, Éverton, Cristian, Egídio, Luís Paulo, Ticão

Renda: R$ 124.495,00

blico pagante: não divulgado

Público total: 18.059