Foto: Ciciro Back

O volante Leandro Donizete marcou
o único gol da partida.

Não foi a partida dos sonhos, mas o suficiente para mostrar que o Coritiba pode jogar muito mais do que vinha apresentando. Diante do Cianorte, que estava invicto em casa, o Alviverde voltou a mostrar um futebol adequado às expectativas de uma equipe montada para ser campeã. Debaixo de um forte calor ontem no Albino Turbay, o time conseguiu vencer sem problemas e ainda suportou uma pequena pressão armada pelo adversário. Mesmo magra, a vitória por 1 a 0 dá a tranqüilidade para um time que tem dois jogos em casa na seqüência para garantir a classificação para a próxima fase.

Após a derrota para o Paraná Clube e o empate sem graça contra a Tuna Luso, o Coxa precisava voltar a vencer para sorrir. A consciência era geral, mas o técnico Dorival Júnior aproveitou o treino de sexta-feira para puxar a orelha da galera.

Os jogadores entenderam e assimilaram a necessidade de vida nova. O resultado deu para ver em campo. Saiu de cena a apatia e entrou em campo a garra. Como o sol estava forte e o Leão do Vale ainda não tinha perdido em casa, as dificuldades apareceram. ?Estamos aprimorando a parte física e o que faltou foi um pouco de perna?, disse o meia Marlos.

Enquanto teve pernas, foi o camisa 10 que criou as principais jogadas. Numa delas, a bola sobrou para Leandro Donizete mandar no canto, sem chances para o arqueiro Danilo. Poderia ter sido mais, mas a inoperância dos atacantes impediu um escore maior para o Coxa, já que na defesa Edson Bastos fechou o gol mais uma vez e também contou com a sorte quando Washington perdeu um gol feito. ?Demos oportunidade, infelizmente não conseguimos concluir mais em gol, mas valeu pela disposição, o resultado e voltar com os três pontos para Curitiba?, vibrou o zagueiro Felipe.

Além da vitória, o Coxa traz do Albino Turbay a boa presença do meia Leandro Donizete, que já tinha ido bem contra a Tuna e voltou a jogar bem diante do Cianorte. ?Dei um passo muito grande para entrar no time e vou trabalhar bastante para continuar?, analisou o meia, que fez o gol da vitória. Agora, já na quarta colocação do Paranaense, o Coritiba tem a oportunidade de subir mais jogando contra Engenheiro Beltrão (às 21h45 de quarta-feira) e Toledo (às 15h30 de sábado) no Couto Pereira. ?Em casa temos que vencer?, finalizou Veiga, que voltou a atuar 90 minutos com a camisa alviverde.

Dorival Júnior ganha tranqüilidade

O técnico Dorival Júnior comemorou o resultado e a evolução da equipe na vitória do Coritiba sobre o Cianorte por 1 a 0. Para ele, o time teve tempos distintos no Albino Turbay, mas a projeção para a seqüência do Campeonato Paranaense é boa. ?Se no primeiro tempo fechamos bem, marcamos bem e a equipe evoluiu, criou bastante, no segundo, ao contrário, parece que a equipe quis segurar o resultado e nós não podemos pensar assim. Temos que pensar em nos articular um pouco mais, nos agrupar um pouco mais?, analisou o treinador.

Apesar dessa queda de produção, Júnior respirou aliviado pela tranqüilidade que ganha para armar a equipe para duas partidas em casa. ?Foi um resultado importante pela situação, mas não nos tira do foco principal de tentar melhorar ainda mais, até porque a necessidade é muito maior do que o resultado conseguido?, disse.

Ontem mesmo, a delegação deixou Cianorte e voltou para Curitiba. Hoje, os atletas que atuaram fazem apenas um trabalho regenerativo enquanto os demais vão para o campo num treino físico/técnico.

Centroavante

O técnico Dorival Júnior revelou ontem que o coordenador de futebol, Tonico Xavier, está acertando os últimos detalhes com um atacante. ?É um pedido que nós estamos fazendo há algum tempo?, revelou o treinador. Já o dirigente não quis entrar em detalhes sobre o assunto, mas é possível que o clube anuncie contratações esta semana. ?Eu estou exigindo que esses jogadores cheguem e é uma necessidade, mas reconheço que o trabalho está sendo desenvolvido e as dificuldades são grandes?, finalizou Júnior.

Cianorte 0 x 1 Coritiba

Cianorte

Danilo; Jéderson, Tiago, João Marcelo e Fabinho (Neílson, 26 do 2.º); Fábio, Haroldo (Amaral, 1 do 2.º), Dill (Cléber, 1 do 2.º) e Fernandinho; Washington e Edu Gaúcho.

Técnico: Cláudio Tencatti

Coritiba

Edson Bastos; Maurício, Jéci e Felipe; Pedro Ken (Careca, 16 do 2.º), Veiga, Leandro Donizete, Marlos e Rubens Cardoso (Ricardinho, 25 do 2.º); Henrique Dias e Keirrison (Thiago Silvy, 12 do 2.º).

Técnico: Dorival Júnior

Local: Albino Turbay (Cianorte)

Árbitro: Evandro Rogério Roman

Assistentes: Roberto Braatz e Leandro Júnior Hermes

Gol: Leandro Donizete aos 45 do 1.º tempo

Cartão amarelo: João Marcelo, Tiago

Renda: não divulgada

Público pagante: não divulgado

Público total: não divulgado