Foto: Valquir Aureliano

Hoje, contra o Ituano, Caíco reaparece no time.

Pé-de-pato, mangalô três vezes! Isso mesmo. Antes de entrar em campo, o Coritiba terá também que bater na madeira, se benzer e pedir que o mês comece com sorte. Tanto em 2005 quanto em 2006, o Alviverde sofreu quando virou a folhinha. Na temporada retrasada, caiu para a Segundona chafurdando em empates e derrotas e a mesma coisa aconteceu no ano passado no chamado ?setembro negro?. Doze meses depois, o Coxa tenta dissipar a crise, voltar a vencer contra o Ituano e, quem sabe, assumir a liderança da Série B. O confronto contra o Galo está programado para as 16h no Couto Pereira.

Na malfadada participação na Série A, em 2005, o Coxa estava indo razoavelmente bem até setembro chegar. Aí, a coisa desandou e a equipe empatou três, perdeu uma de goleada e só ganhou quando a vaca já começava a ir para o brejo. Veio 2006 e a Segundona, a equipe era líder da competição, rumava para o título e para uma volta triunfante e até começou bem o setembro, com vitória, mas foi uma vitória preocupante contra o Remo, um dos últimos da tabela. Depois disso, sete jogos sem vitória e, desses, apenas três míseros empates, que deixaram o Alviverde fora do G4.

Este ano a situação é diferente, mas a torcida quer a vitória para evitar que o time patine novamente na reta final. Serão cinco confrontos em setembro e um bom rendimento poderá encaminhar a classificação para a primeira divisão. Hoje, o adversário será o lanterna Ituano e o Cori ainda terá Remo, Ceará e Ipatinga em casa. Fora serão dois adversários diretos a uma das quatro vagas como São Caetano e Brasiliense.

Antes disso, porém, a ordem é passar pelo Ituano e para tanto o técnico René Simões promove várias mudanças na equipe. O volante Douglas Silva e o atacante Hugo voltam de suspensão e estão confirmados, assim como o meia Caíco, que também retorna, mas por opção técnica. Outra mudança que deverá acontecer, também por opção do treinador, é a troca de Fabinho por Carlão, que foi negociado com empresários russos, mas não foi colocado em time nenhum. Assim, ele fica à disposição e pode jogar o restante da Série B pelo Coxa.

Empate com o Gama serve de exemplo pro time não vacilar outra vez

Valquir Aureliano
Ânderson Lima garante que o princípio de crise já foi superado e o time está focado no jogo contra o Ituano.

Um dos líderes da equipe, Ânderson Lima garante que o que aconteceu na terça-feira não deverá se repetir no Coritiba. Contra o Gama, o time acabou tropeçando e empatando uma partida que estava dominada, o técnico René Simões chegou a pedir demissão e um princípio de crise se instalou no Alto da Glória. Mesmo assim, o capitão quer passar uma borracha no que ficou para trás e pede o apoio da torcida para o Alviverde se recuperar diante do Ituano. Em entrevista ele conta que a partida de terça-feira serviu de lição.

Paraná-Online – Como repercutiu entre os jogadores a possível saída do René?

Ânderson Lima – Eu, sinceramente, fiquei sabendo no treino. E a partir desse momento temos que esquecer isso, porque ele está com a gente, e pensar somente no jogo contra o Ituano.

Paraná-Online – E o que ele conversou com vocês? Está tudo normal?

Lima – Tranqüilo. Manter o trabalho, manter o foco. Temos um jogo importante e temos só que pensar nesse jogo que vai ser muito importante para a gente.

Paraná-Online – Por que aconteceu aquele empate contra o Gama?

Lima – Eu vejo como um jogo atípico, a gente sabe que o campeonato é difícil, a gente iria encontrar dificuldades e o mais importante é que possa servir de lição tudo isso. A cada jogo a gente tem tirado lição de alguma coisa e desse jogo não foi diferente. O importante é que a gente conta com o apoio do nosso torcedor e ele é importante para gente diante do Ituano.

Paraná-Online – Muda muito a equipe para esse confronto?

Lima – Não, quase nada. Entra o Caíco, que já vinha jogando e a gente tem muita confiança, jogador que tem uma qualidade muito boa, enfim, tem várias opções na equipe, como o próprio Marlos, o Ânderson Gomes, que entrou e fez o gol. Temos um grupo onde quem entra está preparado para executar um bom trabalho.

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

21.ª Rodada

Coritiba x Ituano

Coritiba

Edson Bastos; Henrique, Ânderson Lima e Jéci; Pedro Ken, Veiga, Douglas Silva, Caíco e Carlão (Fabinho); Ânderson Gomes e Hugo.

Técnico: René Simões.

Ituano

Márcio Kessler; Eder Silva, Oséas, Kanu e Guigov; Márcio Pinho, Guilherme, Boiadeiro e Alex Maranhão; Anderson Luiz e Júlio César.

Técnico: Ruy Scarpino.

Local: Couto Pereira, em Curitiba

Horário: 16 horas

Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)

Assistentes: Claudemir Maffessoni (SC) e Marlei Leite da Silva (Fifa/MG)

Ingressos: arquibancada, R$ 20,00; cadeira da Mauá e setor visitante, R$ 30,00 e social superior, R$ 100,00. Estudantes, crianças, mulheres e idosos pagam meia.