Marcel anda com o pé descalibrado
e está há cinco jogos sem marcar,
mas espera deslanchar contra os
baianos, hoje à noite, no Couto Pereira.

Mais do que nunca está valendo a condição de mandante. O Coritiba recebe hoje o Bahia consciente de que, se vencer as partidas que tem no Alto da Glória, estará muito perto de atingir o sonho de participar da Taça Libertadores da América. A partida acontece no inusitado horário das 19h, usado a pedido da TV fechada que transmite o campeonato brasileiro. E o técnico Paulo Bonamigo luta contra os desfalques, a instabilidade técnica e as notícias de última hora.

O treinador coxa não gostou da divulgação das notícias envolvendo o retorno de Tcheco ao Coritiba, que aconteceria se o clube se garantir na Libertadores. “Acho que não é momento disso. Nós temos um grupo, é nele que vamos encontrar os jogadores que vão nos levar às vitórias, e tenho que me preocupar com eles”, resume Bonamigo.

Ele trabalhou durante a semana para evitar que o Cori apresente a inconstância das últimas rodadas. Desde que Tcheco deixou o clube para jogar na Arábia Saudita, a equipe não se acertou. “Nós fizemos uma partida boa, que foi contra o Goiás”, reconhece o centroavante Marcel, que não marca há cinco partidas. “Nós usamos uma maneira de jogar que deu certo no início do segundo turno, mas que agora não surtiu efeito”, confessa o treinador.

A mudança era a adaptação do time ao 4-4-2, que funcionou contra o Goiás e sucumbiu no clássico contra o Atlético. Por isso, Bonamigo muda os planos, e volta a jogar no 3-5-2, com a entrada de Willians como terceiro zagueiro. As alterações mais profundas estão na defesa, pois Odvan, Reginaldo Nascimento e Adriano terão que cumprir suspensão automática. Edinho Baiano volta à equipe, tendo também a responsabilidade de liderar o time em um momento decisivo da competição.

Ainda mais em uma partida dentro de casa. Contando com hoje, são cinco jogos no Couto Pereira (Bahia, Corinthians, Santos, Ponte Preta e Criciúma), e todas as contas do Cori passam por cinco vitórias. Apesar disso, sabe-se que o adversário desta noite é difícil. “É um jogo complicado, e nós precisaremos ter muita paciência”, diz o lateral Lira.

Serviço

Os ingressos para Coritiba x Bahia têm os seguintes valores: arquibancada, R$ 15,00; cadeira inferior, R$ 30,00; cadeira superior, R$ 50,00. Menores de 12 anos, idosos, mulheres e estudantes pagam meio-ingresso em todo os setores do Couto Pereira.

Clube entrega “praça” e libera novos banheiros

O Coritiba apresentou na noite de ontem as obras realizadas na reta da Rua Mauá. São dez lojas na praça de alimentação e onze banheiros, que representam a primeira fase da revitalização do Alto da Glória. Também foram apresentados os projetos da segunda fase.

Possivelmente a partir do próximo jogo em casa (dia 26, contra o Santos), a praça de alimentação estará à disposição tanto para quem ficar nas cadeiras quanto para quem estiver nas arquibancadas – os banheiros estarão abertos no jogo de hoje contra o Bahia.

No mês que vem, começam as obras do outro lado, para atender os torcedores que ficam nas cadeiras e camarotes. Serão instalados seis pontos de alimentação e quatro banheiros na parte das sociais.

Além disso, será construído o Memorial do Coritiba, que substituirá o museu. O investimento, em parceria com a empresa Futebol Total, chega a um milhão de reais.