Fernando Vizotto usou uma pomada
que não devia e está fora do time
que hoje enfrenta o Guarani.

Não é fácil encarar um campeonato brasileiro. Mesmo quando a semana parece ter sido perfeita, com uma preparação considerada adequada e tudo se encaminhando para uma boa atuação, surge um fato para sacudir o ambiente. É isso que acontece com o Coritiba, que estava pronto para o jogo de hoje contra o Guarani, às 16h, no Alto da Glória, mas não esperava encarar a possibilidade de perder mais um goleiro. Com o doping de Vizotto (ver matéria), Douglas é a grande novidade do Coritiba esta tarde.

É a estréia do goleiro, que disputou o campeonato paranaense pelo Roma de Apucarana e foi a primeira contratação do Cori para o brasileiro. Ele diz estar tranqüilo e confiante, se precisar entrar em campo. “Se eu ficar no banco, tudo bem. Mas estou pronto para jogar, porque treino forte desde que cheguei aqui, da mesma forma que o Fernando e o Vizotto”, afirma Douglas, que agora terá que enfrentar a pressão que o momento apresenta.

É mais um toque de realismo ?fantástico? nos planos do técnico Paulo Bonamigo, que também não conta com Fernando, Ceará, Odvan e Willians, todos lesionados. Ao menos, ele terá o retorno de Adriano e Tcheco – dois dos considerados ?intocáveis? do elenco alviverde. Eles entram nas vagas ora ocupadas por Leandro e Edu Sales, e Bonamigo garante que estes podem ser importantes durante a partida. “Preciso de todo o elenco, não tenho apenas onze titulares”, avisa.

Isso porque cada partida vem se constituindo em um drama, quando se pensa em formação de equipe. Mas, ao mesmo tempo, Bonamigo conseguiu reformar o espírito de grupo, já que no momento mais preocupante (o jogo contra o Paysandu) vários reservas conseguiram responder positivamente. “O campeonato é longo, e isso vai acontecer sempre. Por isso precisamos de um grupo motivado e mobilizado”, admite o treinador alviverde.

Ainda mais quando o resultado é fundamental para manter a equipe próxima dos líderes e retomar o fator casa – o Cori tem a quarta pior campanha do brasileiro dentro dos próprios domínios. “Temos que fazer no Couto Pereira o que fazemos fora. Se tivermos tranqüilidade e o apoio do nosso torcedor, tenho certeza que conseguiremos um bom resultado”, finaliza, tal um porta-voz de Bonamigo, o lateral Maurinho.

Ingressos

Para o primeiro jogo do Coritiba no Alto da Glória após a entrada em vigor do Estatuto do torcedor, os ingressos tiveram seu preço mantido. Os valores são os seguintes: cadeira superior, R$ 50,00; cadeira inferior, R$ 30,00; arquibancada, R$ 15,00; idosos e mulheres, R$ 10,00; menores e estudantes, R$ 7,50.

Doping afasta Fernando

“Bomba” é pouco para representar o que aconteceu. O Coritiba foi sacudido nas últimas 24 horas com o doping do goleiro Fernando Vizotto, que teve a substância clostebol constatada no jogo contra o Vasco, domingo retrasado. O jogador foi suspenso preventivamente por cinco dias pelo STJD, podendo pegar um ?gancho? de 120 dias no julgamento. Antes disso, entretanto, o clube já afastou Vizotto, que deixou Curitiba ontem pela manhã.

O problema começou no dia 14, quando o goleiro consultou um urologista sem avisar o clube. “Não sei o problema que ele teve, mas quem sabe ele estivesse constrangido em relatá-lo dentro do clube”, comenta o secretário Domingos Moro. O médico receitou antibióticos e a pomada de uso tópico Novaderme, que contém clostebol. “Ele não fez automedicação”, garante o médico William Yousef.

Só que o clostebol é uma substância estimulante, e aí se caracterizou o doping. “É um esteróide anabolizante”, confirma Yousef. “Mesmo sendo de uso tópico, as substâncias são absorvidas pelo organismo e acabam aparecendo nos exames”, completa Moro. Por isso, quando foi sorteado para o antidoping, Fernando Vizotto não conseguiu disfarçar a preocupação e acabou contando a história para o médico Walmir Sampaio, que logo relatou à diretoria e à comissão técnica. A direção coxa também relatou o problema ao chefe do antidoping da CBF Tanus Jorge Nagem, o que fez a suspensão preventiva ser reduzida para cinco dias.

Foi esse o motivo da extrema rapidez da direção quando soube do resultado, na noite de quinta. No mesmo dia o clube enviou o chefe do departamento médico Lúcio Ernlund e o advogado Fernando Barrionuevo para acompanhar o exame da contra-prova, que aconteceu ontem à tarde. Pela manhã, Vizotto sequer treinou, e o motivo oficial era que ele estava com “dores estomacais”.

Era o tempo necessário para a tomada de atitude, que aconteceu com a divulgação de uma nota oficial, assinada pelo presidente Giovani Gionédis. Nela, o Coritiba afirma que “repudia a atitude de seu atleta, confrontante com as normas do Regimento Interno do Departamento de Futebol”. E, antecipando-se em algumas horas à CBF, o Coritiba afastou Vizotto do elenco, retirando-o inclusive da concentração que começou na noite de quinta. Apesar disso, o clube garante que vai dar todo o apoio ao goleiro. “Não vamos deixá-lo na mão.” Para o clube, a possível pena seja o pagamento de uma multa.

Lembrança

O volante Roberto Brum viveu história semelhante há três anos, quando ainda era jogador do Fluminense. Ele usou a mesma pomada, e o exame antidoping acusou o mesmo clostebol. Apesar de explicar que o medicamento não fora usado para melhora de rendimento, o “Senador” foi suspenso por quatro meses. (CT)

Guarani também tenta sua 1.ª vitória fora

O Guarani tem hoje mais uma chance de conquistar sua primeira vitória fora de casa no campeonato brasileiro, a partir das 16 horas, contra o Coritiba. Em cinco jogos como visitante, o time de Campinas conseguiu dois empates e três derrotas. Por outro lado, nas partidas no Brinco de Ouro, foram quatro vitórias e um empate. Assim, o clube tem 15 pontos e ocupa a 7.ª posição.

Para buscar a vitória neste sábado, o técnico Pepe faz três mudanças em relação ao time que venceu o Fortaleza, por 2 a 1, na última rodada. O goleiro Jean, recuperado de contusão, volta no lugar de Fernando. Além dele, o zagueiro Paulão, que cumpriu suspensão, forma o trio de zagueiros com Bruno Quadros e Juninho.

Outra mudança já anunciada é a entrada de Reinaldo no meio-de-campo. O volante vem se destacando nos treinamentos e o técnico deve colocar Esquerdinha no banco de reservas. “Tenho que me concentrar e jogar bem. Se me sair bem, posso ter a chance de continuar”, disse o jogador, de apenas 19 anos.