Perder para o Palmeiras é normal, mas do jeito que foi no domingo obriga o Coritiba a vencer o Figueirense para voltar a sonhar com o G4 e com uma participação na Libertadores do ano que vem. E é assim que os jogadores deverão entrar em campo hoje contra os catarinenses e contra o São Paulo no domingo.

A idéia é fazer valer o mando para o Coxa voltar a subir na tabela e continuar com um rendimento equilibrado na competição. Mas não vai ser fácil. O time não terá o zagueiro Nenê e o meia Carlinhos Paraíba e terá que improvisar Tiago Bernardi na zaga. O confronto está programado para as 19h30 no Couto Pereira.

Ontem, sem muito tempo para trabalhar e sem poder forçar, o elenco fez apenas um rachão em metade do gramado. Após a prática, uma longa conversa do técnico Dorival Júnior com os jogadores sobre esse momento e sobre a necessidade de voltar a vencer já contra o Figueira.

O treinador não quis entrar em detalhes sobre a resenha, mas os jogadores comentaram a reunião. “O professor falou da atenção que nós temos que ter dentro de casa. Contra o Palmeiras o time se portou bem mas não saiu com a vitória e dentro de casa o time tem sempre a obrigação de ir para frente e conseguir a vitória”, revela Bernardi.

O papo foi confirmado pelo goleiro Vanderlei. “Falou de alguns aspectos, o que erramos contra o Palmeiras e o que temos que corrigir contra o Figueirense. A gente não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória para subir e chegar o mais próximo possível do G4”, avisa o arqueiro.

E tem que ser assim mesmo porque apesar de não perder a oitava colocação nessa rodada mesmo perdendo o jogo, se ganhar, o time pode entrar ou ficar bem mais próximo da zona de classificação para a Libertadores, dependendo da combinação de resultados. Por isso, muita conversa para compensar a falta de treinamentos.

“Temos dois jogos difíceis. O primeiro vai ser esse contra o Figueirense e se a gente quer alguma coisa na competição temos que buscar a vitória”, destaca Vanderlei. Focado, pelo menos, o grupo garante que está.

“No nosso time não tem empolgação. Ficamos tristes pela derrota para o Palmeiras. A gente poderia jogar um pouquinho melhor e conseguir a vitória. Estamos brigando passo a passo para chegarmos lá. Temos que fazer esse jogo com simplicidade, conseguir os três pontos porque 1 a 0, meio a zero é importante para dar um passo para conseguirmos o nosso objetivo”, projeta Bernardi.

E é Bernardi quem deve entrar na zaga no lugar de Nenê, que opera o tornozelo amanhã, e no meio a tendência é que Rubens Cardoso seja o segundo volante e Guaru entre na esquerda, mas também existe a possibilidade de mais um atacante ser escalado e Marlos voltar para o meio.

“Ainda existe alguma dúvida em relação à nossa formação e até por isso estamos tentando sentir cada jogador para ter uma noção mais clara daquilo que nós colocaremos amanhã (hoje) em campo”, despista Júnior.

CAMPEONATO BRASILEIRO
21.ª Rodada
Coritiba x Figueirense
Coritiba

Vanderlei; Maurício, Rodrigo Mancha e Tiago Bernardi; Rodrigo Heffner, Alê, Rubens Cardoso, João Henrique e Guaru (Ricardinho ou Hugo); Marlos e Keirrison.
Técnico: Dorival Júnior
Figueirense
Wilson; Léo Matos, Bruno Aguiar, Asprilla e William Matheus; Diogo, Magal, Leandro Carvalho e Cleiton Xavier; Rodrigo Fabri e Rafael Coelho (Ricardinho).
Técnico: Paulo César Gusmão
Local: Couto Pereira
Horário: 19h30
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa/SP)
Assistentes:
Nilson de Souza Monção (SP) e Ânderson José de Moraes Coelho (SP)
Ingressos: Arquibancada, R$ 20; cadeira da, Mauá, R$ 30 e social superior, R$ 100. Estudantes e idosos pagam meia.