O eterno presidente Evangelino da Costa Neves deve estar mais do que satisfeito. Se uma vitória vale como homenagem, o Coritiba cumpriu a sua parte: venceu o Toledo ontem, no Couto Pereira, e está classificado para as semifinais do Campeonato Paranaense.

Com os 2 a 0 sobre o Porco, o Alviverde não só relembrou a memória do vitorioso dirigente, como também deu um chega para lá na crise que poderia se abater sobre o Alto da Glória. Tudo porque o mau futebol do 1.º tempo quase fez o time ficar fora da competição, mas K9 mostrou porque é artilheiro e desabafou marcando os dois.

No primeiro jogo após a morte de Evangelino, no Alto da Glória, a emoção marcou os momentos que antecederam o pontapé inicial. Muitas faixas nas arquibancadas homenageando o Chinês, além da equipe, que entrou em campo com uma faixa dizendo ?Evangelino, Eterno Presidente *1925 *1985 *2008?. Antes da partida, os alto-falantes do Couto Pereira trouxeram um pouco da vida e das conquistas de quem ajudou a transformar o Coritiba numa das maiores equipes do País. Como não poderia deixar de ser, o ?minuto de silêncio? virou mais uma saudação, com as arquibancadas aplaudindo de pé seu maior líder.

Reclamações

Só faltou um futebol mais vistoso para o Chinês ficar mais contente, porque o 1.º tempo foi de dar dó. Para piorar, o árbitro Sandro Schmidt ainda foi o personagem da partida. Os jogadores do Coxa reclamaram de dois pênaltis não anotados. ?Só o juiz é que não vê?, reclamou o meia Pedro Ken. A torcida, no entanto, reclamou também da equipe e vaiou. Já o técnico Dorival Júnior usou seus minutos no vestiário para mexer com os jogadores e trocou Rubens Cardoso por Ricardinho, para melhorar o ataque pelas pontas. A tática deu certo e as jogadas começaram a sair.

E era necessário mesmo, porque o J. Malucelli, nessa altura, estava vencendo e se classificando, mas numa boa jogada de Carlinhos Paraíba, Keirrison foi lançado e com um leve toque encobriu Cléberson. O atacante foi para a torcida e desabafou. A galera começou a pegar no seu pé, mas ele teve personalidade para cobrar a penalidade cometida em Marlos e ampliou o marcador, garantindo a vitória e a classificação, que ficaram ameaçadas justamente no dia em que o time entrou em campo para homenagear seu maior dirigente. Na semifinal, o Coxa pega o Paraná.

CAMPEONATO PARANAENSE

2.ª Fase – 6.ª Rodada

Coritiba 2 x 0 Toledo

Coritiba

Édson Bastos; Marcos Tamandaré, Jéci, Maurício e Rubens Cardoso (Ricardinho, 1 do 2.º); Douglas Silva, Pedro Ken, Marlos (Laércio, 39 do 2.º) e Carlinhos Paraíba; Henrique Dias (Thiago Silvy, 12 do 2.º) e Keirrison.

Técnico: Dorival Júnior

Toledo

Cléberson; Ciro, Douglas e Bruno; Murilo (Ciel, 20 do 2.º), Rafinha (Baiano, 39 do 2.º), Júnior, Luciano (Porcellis, 13 do 2.º) e Guaru; Diego e Alan Mineiro.

Técnico: Rogério Perrô

Local: Couto Pereira

Árbitro: Sandro Schmidt

Assistentes: João Alves da Silva e Antônio Carlos dos Santos

Gol: Keirrison aos 10 e 28 do 2.º tempo

Cartão amarelo: Júnior, Marlos, Carlinhos Paraíba, Bruno, Ciel, Douglas

Renda: R$ 147.085,00

Público pagante: 12.886

Público total: 14.472

Após marcar 2 gols, K9 cutuca ?corneteiros?

Foto: Ciciro Back

Keirrison não esconde a mágoa com algumas críticas que vem recebendo.

Um gol para desabafar. Um gol para mostrar quem é o artilheiro do Campeonato Paranaense e mostrar quem tanto faz pelo Coritiba. Assim é Keirrison. Magoado com alguns torcedores, que não o poupavam nas arquibancadas, ele não teve dúvidas ao marcar um golaço, ontem, contra o Toledo. Saiu em direção aos mesmos ?cornetas?, com uma mão na orelha e outra mão apontando para ela. Ele queria ouvir as reclamações, queria saber se estavam satisfeitos. Muitos não gostaram e acharam provocação, mas ele se explicou após a partida e a classificação do Coritiba.

?Não fiz nada que ofendesse alguém. Só pedi para que eles falassem naquele momento. Estou no clube há quatro anos e sempre procurei ajudar o Coritiba, estou feliz de ser o artilheiro e agradeço ao grupo, à comissão técnica e à torcida, que sempre me apoiou?, disse Keirrison. Para ele, não há porque pedir desculpas. ?Eu não vou pedir desculpas porque falar de mim é fácil. Eu faço de tudo pelo clube, mas respeito todas as pessoas, foi um desabafo, é um direito meu. São pessoas que eu respeito, foi um desabafo, mas são algumas pessoas somente?, apontou o atacante.

De acordo com ele, o fraco futebol apresentado no 1.º tempo foi fruto da postura do adversário. ?Eles vieram atrás da linha e só com os dois atacantes saindo mais e isso dificultou. A gente não conseguiu passar e, no 2.º tempo, nós conseguimos os espaços e a bola chegando para ter mais facilidade para fazer os gols?, analisou o atleta.

Palmeiras

De qualquer forma, mesmo com as explicações, K9 não deve ter vida fácil no Couto Pereira. Apesar das negativas, muitas reuniões já trataram da ida dele para o Palmeiras, através da parceira Traffic.

Sem moleza, o Coritiba mal se recupera do desgaste de ontem e, na quarta-feira, já tem o São Caetano pela frente. Sem poder contar com Marcos Tamandaré (expulso) e Carlinhos Paraíba (que já disputou a Copa do Brasil pelo Santa Cruz), o técnico Dorival Júnior já anunciou que os substitutos serão Dick e Leandro Donizete, respectivamente. No entanto, o atacante Thiago Silvy mostrou um bom futebol contra o Toledo e poderá ganhar uma oportunidade.

Júnior volta a falar no reforço argentino

Será que agora vai? Depois de ver frustrada a contratação do atacante Ariel Nahuelpán para as finais do Paranaense e para a disputa da Copa do Brasil, o Coritiba voltou a sonhar com o futebol do gringo de apenas 19 anos. Por enquanto, não é nada oficial, mas até o técnico Dorival Júnior comemora a possibilidade de ter o jogador no Nacional. ?Por tudo aquilo que nos foi passado e pelo que nós vimos, seria um jogador importante para nós?, analisou o treinador. No momento, o centroavante está disputando a 2.ª divisão com o Nueva Chicago.

Como a competição está terminando, crescem as chances de um acerto com o Coxa.  O jogador se mostrou decisivo, com um tempo de bola muito bom, tanto defensivo quanto ofensivo, uma definição excelente, um jogador de fibra e acho que o Coritiba estaria ganhando?, apontou Júnior. No entanto, ele reitera que Nahuelpán não vem para resolver nada. ?É uma aposta, porque o garoto tem apenas 19 anos. Mas é em cima desses jogadores que eu gostaria de contar. Se a diretoria fizer o acerto, para mim seria importantíssimo?, finalizou o treinador alviverde.

Nação coxa se despede de Evangelino da Costa Neves

Foto: Lucimar do Carmo

Amigos colocam a bandeira alviverde no caixão do dirigente: ídolo.

Muita emoção marcou a despedida a Evangelino da Costa Neves, ao cair da tarde de sábado, no Cemitério Parque Iguaçu. As homenagens começaram logo que a notícia da morte do ?Eterno Presidente? se espalhou pela cidade. Amigos, ex-dirigentes e ex-atletas, torcedores e fãs foram ao velório do Chinês para prestar a última homenagem. E uma pequena multidão acompanhou o mito até seus últimos momentos, onde deixou a convivência com os amigos e familiares e entrou para a história do Coritiba e do futebol brasileiro como um dos mais vitoriosos dirigentes.

Lutando desde 2002 para se manter vivo e ativo devido a um AVC, Evangelino já não vivia mais de perto a vida do Alviverde, mas não deixava de acompanhar nada. Seu apartamento era ponto de encontro de conselheiros, torcedores e até de dirigentes, que não desprezavam seus ensinamentos mesmo nas melhores horas. No entanto, superar câncer, diabetes e mais um derrame o deixaram debilitado demais para enfrentar as amarguras que viveu com as brigas pelo clube. No dia 30 de março, foi internado, mas ainda resistiu bravamente por mais uma semana. No sábado, foi embora mas gravou o nome na história.

Mesmo com a tristeza dos mais íntimos e de quem só conhecia ele como grande dirigente, o Chinês deixa o legado de grande administrador, com suas conquistas em campo e a estruturação do Couto Pereira. Mas não foi sem antes reunir os familiares para um encontro final e os amigos para fazer o último pedido. ?Não deixem que o Coritiba caia para a segunda divisão. Faça essa diretoria montar um time forte. Ano que vem o Coritiba completa 100 anos e precisa disputar o título brasileiro. Montem um time forte. Pensem grande. Lá do céu vou estar comemorando junto com vocês?, relatou o Chinês.

Quem reproduziu com muita emoção essa frase foi o médico e amigo de sempre José Fernando Macedo, no último momento com o Chinês. Ele não queria ver o Coxa mais na 2.ª divisão e achava que o atual elenco precisava ser melhorado pra enfrentar um Campeonato Brasileiro que promete ser disputadíssimo. Mais uma vez, Evangelino estava com a galera em prol de uma equipe forte e competitiva.