Foto: Valquir Aureliano

O atacante Hugo divide na área para fazer o primeiro gol do Coritiba. Ele faria mais um.

Ai, meu Deus! Por pouco a torcida do Coritiba não viu o mesmo filme de terça-feira passada se repetir no Couto Pereira. Jogando apenas para o gasto e vencendo por apenas um gol de diferença, o Alviverde recuou demais, deu espaço para o Ituano e tomou sufoco.

No entanto, dessa vez, a defesa se portou melhor, segurou o ímpeto do adversário e, no contra-ataque, matou a partida no final com Hugo, o herói da partida. Com o resultado, o Coxa manteve a vice-liderança e baixou a poeira após a turbulência da semana. O próximo compromisso será o São Caetano, depois de amanhã, fora de casa.

O resultado acaba com o clima ruim criado pela diretoria, que passou dos limites na cobrança sobre o técnico René Simões e quase pôs o trabalho de volta à Série A a perder. A torcida ajudou e deu a demonstração que os jogos em setembro, nem com toda a turbulência, irão afetar a empolgação com time na competição. E, como foi prometido, um grupo de internautas levou faixa e gritou o nome do treinador como forma de mostrar apoio irrestrito. ?Força René, estamos com você?. E com o apoio o time foi para cima do lanterna do campeonato, que tinha o zagueiro Ozéia (ex-Coxa).

Não demorou muito para o zagueiro Henrique mandar um cabeceio no travessão. O jogo estava para o Coxa e logo Hugo deixou sua marca. É bem verdade que Carlão ajeitou com a mão na hora do cruzamento, mas se o árbitro não viu, o centroavante aproveitou o vacilo da zaga e mandou para a rede. O gol deu a tranqüilidade que o time queria, mas o ritmo caiu e o ataque coxa chegou muito esporadicamente na meta defendida por Márcio Kessler.

Para piorar, Ruy Scarpino mandou o time para cima e deixou a torcida apreensiva. Tal qual o Gama, o Galo começou a dominar e foi na pressão para cima de Edson Bastos, que teve que mostrar serviço. No entanto, abusando das faltas, Eder Luis foi expulso e facilitou as coisas para o Alviverde, que conseguiu equilibrar as jogadas e matou o adversário num contra-ataque puxado por Douglas Silva. Ele cruzou da esquerda para Gustavo, que ajeitou para Hugo definir o marcador e correr para a galera.

Ao final da partida, René saiu em disparada para os vestiários e não deu entrevista. A versão oficial era de que ele estava correndo para pegar um vôo para o Rio de Janeiro onde iria dar assistência a uma filha adoentada. No entanto, rumores na arquibancada davam conta que ele poderia entregar o cargo após a turbulência durante a semana ou até ir para o Corinthians, que está sem treinador.

Vitória foi importante

Mais do que jogar bonito ou agradar aos críticos, o que os jogadores do Coritiba mais comemoraram foi o resultado da partida. Principalmente nesta fase, quando a Segundona começa a se afunilar e times como o Ituano já estão no desespero, o que dificulta ainda mais o trabalho para quem está lutando pela ponta de cima da tabela. ?Sabíamos das dificuldades que iríamos enfrentar, o Ituano veio com uma proposta de jogar no erro da gente e tivemos, acima de tudo, paciência e muita inteligência?, analisou o goleiro Edson Bastos.

De acordo com o volante Douglas Silva, o time teve alguns descuidos, mas acertou durante o segundo tempo e conseguiu superar as dificuldades. ?A outra equipe, quando está perdendo, vem para cima, mas quando eles se empolgam e vêm para cima, dão o contra-ataque para a gente e é uma arma muito forte nossa. Eles colocaram um pouco de pressão para cima da gente, mas conseguimos superar tudo isso aí?, apontou. Criador do gol decisivo, Douglas relembrou suas atuações como lateral. ?Tive a felicidade de passar a bola para o Gustavo, que rolou para o Hugo fazer o segundo?, comemorou.

Agora, o grupo nem terá tempo de degustar a vitória. Hoje à tarde, a delegação já segue para Santo André, onde ficará hospedada para a partida de terça-feira contra o Azulão. ?O vitória nos dá moral para enfrentar o São Caetano, um outro adversário dificílimo, que vem de derrota e vai procurar o resultado o tempo inteiro. Por isso a equipe tem que estar concentrada na busca dos três pontos?, apontou o arqueiro Edson Bastos. (RS)

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

21.ª Rodada

Coritiba 2 x 0 Ituano

Coritiba

Edson Bastos; Ânderson Lima, Henrique, Jéci e Carlão; Veiga (Túlio, 31 do 2.º), Douglas Silva, Pedro Ken e Caíco (Gustavo, 27 do 2.º); Ânderson Gomes (Marlos, 11 do 2.º) e Hugo.

Técnico: René Simões

Ituano

Márcio Kessler; Éder Silva, Ozéia, Kanu e Guigov; Márcio Pinho, Guilherme (Elton, 9 do 2.º, depois Geninho, 29 do 2º), Boiadeiro e Alex Maranhão; Anderson Luiz e Júlio César (Robinho, 32 do 2.º).

Técnico: Ruy Scarpino

Local: Couto Pereira, em Curitiba

Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)

Assistentes: Claudemir Maffessoni (SC) e Marlei Leite da Silva (Fifa/MG)

Gol: Hugo aos 22 do 1.º tempo e aos 30 do 2.º tempo

Cartão amarelo: Veiga, Douglas Silva, Boiadeiro, Éder Silva, Henrique, Carlão, Pedro Ken, Guigov, Gustavo

Expulsão: Éder Silva

Renda: R$ 166.045,00

Público pagante: 13.096

Público total: 15.470