Apesar do sufoco no final, o Coritiba conseguiu manter a escrita de nunca ter perdido pro CRB. Jogando para quase 12 mil torcedores, o Alviverde fez 2 a 1 no Galo de Maceió e voltou para a vice-liderança no Campeonato Brasileiro da Série B, ontem, no Couto Pereira. Agora, o Coxa se prepara para encarar o líder Criciúma, terça-feira, em Santa Catarina e tentar se aproximar ainda mais da ponta da classificação. Ao final do jogo, o técnico René Simões e os jogadores foram até a galera agradecer o apoio dado durante os 90 minutos.

Na estréia do novo uniforme, o CRB está mostrando que dá sorte mesmo ao Coritiba. No ano passado, os alagoanos também foram coadjuvantes no lançamento da versão anterior e este ano repetiram a dose. Não bastasse isso, as arquibancadas do gol de entrada ficaram mais festivas com a liberação das bandeiras com mastros de bambu. Em campo, o time fez a sua parte. Desde o início, só deu Alviverde. As chances não foram muitas, mas o goleiro Veloso teve trabalho com bons chutes de Henrique Dias e as tentativas de Gustavo, que de tanto tentar, colocou a bola na rede.

Após cobrança de falta preciosa de Ânderson Lima, o centroavante do Coritiba só desviou de ?casquinha? e colocou o Alviverde em vantagem no placar, o que foi mais que merecido.

O gol deu a tranqüilidade necessária para o time continuar pressionando, já que o CRB só teve um chute sem perigo. No entanto, René resolveu trocar Diogo por Marlos para melhorar a criação, enquanto Alexandre Barroso abriu a equipe para buscar o empate, colocando o segundo atacante e apostando no 4-4-2.

A tática dos alagoanos até que aumentou a correria e fez a defesa coxa trabalhar um pouquinho, mas logo o talento de Marlos começou a aparecer. E, num contra-ataque rápido, o meia lançou Gustavo, que chutou para Veloso rebater. Atento, Henrique Dias aparou a bola e mandou para a rede. A pressão continuou, principalmente com as cobranças de falta de Ânderson Lima, forçando Veloso a trabalhar toda hora. Apesar do jogo estar bom para o Coxa, Fabinho derrubou Marcelinho na área.

Júnior Amorim cobrou bem e diminuiu. A partir daí o CRB foi só pressão, mas o Coritiba conseguiu se segurar.

René Simões não sabe se seu coração agüenta O técnico René Simões está preocupado com o time do Coritiba e com o próprio coração. Para ele, a queda de produção no segundo tempo e o sufoco tomado do CRB, na vitória por 2 a 1, ontem, no Couto, não podem acontecer.

?O time tem que jogar dois tempos e não podemos ficar nessa de achar que tem que acabar como acabou. Vai ter gente infartando e eu não sei quanto agüenta o meu coração?, apontou o treinador do Alviverde. Para ele, houve lampejos no segundo tempo, mas o time não pode atuar mais assim.

?Eu quero os dois tempos. Não podemos perder 45, 20 minutos, mas volto a insistir que o time está aprendendo. Quando você tem o Marlos e o Henrique, a preferência é do Marlos, que entrou fresquinho e nós perdemos três contra-ataques com o Marlos totalmente livre?, lamentou. Mesmo assim, ele exaltou os contra-ataques, que aconteceram em bom número. Segundo o treinador, uma equipe que quer ser campeã tem que manter o mesmo padrão nos dois tempos.

?Gostei bastante do primeiro tempo, mas o ritmo que nós empregamos seria difícil manter porque estamos com muitos jogadores retornando?, destacou. René revelou que pensou em segurar o meio com mais um volante, mas preferiu apostar em Caio e não deu muito certo.

?O Caio treinou muito bem e era hora dele entrar, mas ainda vai ganhar ritmo, vai se ajustar e, nas próximas vezes, o time vai melhorar?, projetou René.

Após o jogo, o treinador alviverde puxou os jogadores para comemorar os três pontos conquistados, com os torcedores. ?Na Europa, se o time ganha vai ali e o time é aplaudido. Se perde, ele aplaude a torcida. As 14 mil pessoas merecem que alguém vá lá e agradeça?, justificou.

Desfalques

Hoje, o elenco ganha folga, mas volta aos trabalhos amanhã pela manhã, no CT. À tarde, já embarca para Criciúma, onde enfrenta o time local às 19h30 de terça-feira. Para esta partida, o treinador não poderá contar com o lateral direito Ânderson Lima e o zagueiro Leandro, que tomaram o terceiro cartão amarelo. Ivo e Felipe devem ser os substitutos.

CAMPEONATO BRASILEIRO

SÉRIE B – 10.ª Rodada

Coritiba 2 x 1 CRB

Coritiba: Edson Bastos; Ânderson Lima, Henrique, Leandro e Fabinho; Careca, Pedro Ken (Ivo, 34 do 2.º), Caíco (Caio, 23 do 2.º) e Diogo (Marlos, 1 do 2.º); Henrique Dias e Gustavo.

Técnico: René Simões

CRB

Veloso; Marcelinho, Márcio (Téio, 29 do 2.º), Edson e Buiú (Bruno Barros, 30 do 2.º); Gleidson (Reinaldo, 1 do 2.º), Rodrigo Santos, Ataliba, Sidney e Wanderson; Junior Amorim.

Técnico: Alexandre Barroso

Local: Couto Pereira

Árbitro: Frederico Honorato Rodrigues Moreira (RJ)

Assistentes: Marcelo Braz Mariano (RJ) e José Orlando Hortêncio Gomes (RJ)

Gol: Gustavo aos 35 do 1.º tempo; Henrique Dias aos 21, Júnior Amorim aos 32 do 2.º tempo

Cartão amarelo: Ânderson Lima, Gleidson, Buiú, Gustavo, Leandro, Fabinho

Expulsão:

Renda: R$ 144.175,00

Público pagante: 11.919

Público total: 14.049