Foto: Valquir Aureliano
Foto: Valquir Aureliano

Anderson Gomes foi substituído na segunda etapa.

Não foi com a facilidade com que todos esperavam, mas o Coritiba conseguiu uma importante vitória ao vencer o Ituano por 2 a 0, esta tarde, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. O resultado serviu para que o alviverde paranaense se mantenha na segunda posição, já que o líder Criciúma também venceu e subiu para 41 pontos ganhos. Já o time de Itú segue na lanterna da competição, com apenas 18 pontos ganhos. Os dois gols do Coritiba foram marcados pelo atacante Hugo.

Jogando em casa e precisando da vitória, o time de René Simões partiu pra cima, apesar de encontrar uma forte marcação do Ituano. Aos 4 minutos, Henrique acertou a trave de Márcio Kessler, após cobrança de escanteio. O Ituano não se intimidou e deu o troco aos 7 minutos, a bola saiu à direita de Edson Bastos após cabeçada de Anderson Luiz. A forte marcação do time paulista persistiu e o coxa encontrava muitas dificuldades para chegar ao ataque.

A abertura do placar – aos 21 minutos do primeiro tempo – veio em momento importante para o Coritiba, já que o time se encontrava instável no jogo. Carlão fez boa jogada pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou na área, Hugo não conseguiu dominar na primeira, mas a zaga do Ituano bateu cabeça e a bola sobrou para o próprio Hugo, o atacante mandou de primeira para o fundo das redes de Kessler.

Aos 27 minutos o Coritiba teve oportunidade para ampliar o placar. Anderson Lima cruzou da direita e Hugo acabou se enrolando com a bola. O Coritiba passou a pressionar e Caíco também perdeu a chance de marcar o segundo gol. O próprio meia armou o contra-ataque, carregou até a entrada da área e chutou forte, para boa defesa de Kessler. Já no final da primeira etapa a torcida alviverde levou um susto. Júlio César driblou dois marcadores dentro da área, mas chutou longe do gol de Edson Bastos.

Apenas eficiente

O segundo tempo não foi bom para o Coritiba. O time de René Simões se preocupou demais com a marcação e passou a errar muitos passes no campo de ataque, isso fazia com que o Ituano armasse muitos e rápidos contra-ataques, levando perigo à meta de Edson Bastos. Se por um lado o time de Itú tinha mais posse de bola e jogava mais no campo de ataque, seus avantes foram de uma incompetência à toda prova. Tanto que o técnico Ruy Scarpino colocou Elton no lugar de Guilherme, mas o retirou, colocando Geninho em seu lugar.

Sentindo o péssimo momento da equipe, René Simões colocou Marlos para prender mais a bola no ataque, para a retirada de Anderson Gomes, porém, a mudança não surtiu efeito.

Aos 27 minutos o Coritiba perdeu Caíco, por contusão. Gustavo entrou em seu lugar. Nem mesmo com dois atacantes de ofício na frente, o coxa conseguiu colocar pressão nos paulistas. Mas a situação alviverde ficou excelente a partir dos 29 minutos. Após boa jogada de Marlos, a zaga do Ituano se atrapalhou, Gustavo recebeu na área e ajeitou para Hugo, o atacante chegou batendo forte, sem chances para o goleiro rubro-negro.

Aos 34 minutos, Éder Silva cometeu falta dura no coxa-branca e o árbitro, em cima do lance, o mandou para fora. Nem mesmo com um jogador a mais o Coritiba conseguiu trabalhar e tocar a bola com perfeição, para desespero de René Simões, que gritava à beira do gramado.

Apesar da dificuldade, a vitória serviu para dar tranqüilidade para o time do Alto da Glória, que na próxima rodada tem uma partida difícil com o São Caetano, no ABC Paulista. A partida pode marcar a vingança coxa-branca, já que o Azulão foi o único time que venceu o Coritiba jogando na capital paranaense.