O Coritiba entra em campo – amanhã, às 19h30, no Couto Pereira – sob pressão. Com apenas três pontos e na vice-lanterna, o Verdão encara o Internacional, líder do Brasileirão. O técnico Celso Roth busca soluções dentro do grupo para tentar uma guinada imediata. Restando apenas quatro jogos antes da parada da Copa, o desafio é conquistar o quanto antes a primeira vitória. Apenas Coxa e Chapecoense ainda não venceram nesta Série A.

Roth reconhece que o time se desequilibrou a partir das saídas de Gil e Robinho, que seguem no departamento médico. Reencontrar uma formação mais confiável é o primeiro passo para sair dessa situação delicada. Tanto que a reunião de ontem, na reapresentação, já foi em um tom mais forte de cobrança. “Temos que sair dessa posição incômoda o quanto antes”, já avisara Roth após o revés no Mineirão, o segundo seguido sob seu comando.

Para amanhã, ele não contará com o zagueiro Luccas Claro, que recebeu o terceiro amarelo em Belo Horizonte. Welinton e Bonfim são as opções. A falta de produtividade ofensiva também pode provocar mudanças. Júlio César já está recuperado de uma entorse de joelho e ontem participou dos trabalhos com o grupo. Keirrison, que entrou nos minutos finais contra o Cruzeiro também espera uma chance.