Poderia ter sido melhor, mas o Coritiba volta para casa dentro do planejamento inicial. Tudo o que o clube queria era pagar a perda de dez mandos mantendo-se dentro do G4.

O objetivo foi alcançado ontem, com o empate por 1 x 1 contra o América-MG, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). No próximo sábado, o Alviverde enfim retorna ao Couto Pereira e recebe a Portuguesa para começar a lutar por uma outra meta: retomar a liderança da Série B, o que poderia ter acontecido ontem, caso tivesse vencido.

Preocupado em conter a ansiedade para a volta ao Alto da Glória, o Coritiba encontrou um América-MG disposto a não dar brechas ao Coxa. Por isso, a partida começou muito truncada e excessivamente cadenciada, por causa do forte calor no interior de Minas Gerais.

No entanto, eis que surgiu Irênio e mudou tudo. Aos 14 minutos do 1.º tempo. O meio-campista recebeu sem marcação na intermediária e soltou um canudo no ângulo, sem chances para o goleiro Vanderlei.

A abertura do marcador, ao contrário do que poderia sugerir, derrubou ainda mais a qualidade da partida. Até no meio da primeira etapa o árbitro Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP) resolveu parar tudo para os atletas beberem água. Foi aí que tudo mudou.

O ritmo melhorou e o Coritiba tirou vantagem para buscar o empate. Num cruzamento da direita, Leonardo subiu mais que a zaga e cabeceou, aos 33 minutos, marcando seu primeiro gol com a camisa alviverde.

A virada quase veio com o mesmo Leonardo, que dois minutos ficou cara a cara com o goleiro, mas chutou mal e permitiu a defesa de Flávio. Em seguida, um cabeceio de Pereira também levou perigo ao gol americano.

Na etapa final, a sonolência resolveu dar as caras de novo e o técnico Ney Franco trocou Dênis por Triguinho. Não melhorou muito e o Coxa passou a jogar na base do chuveirinho na área. O técnico, então, trocou Jéci por Lucas Mendes, mas o Coritiba só conseguiu levar perigo em uma cobrança de falta de Enrico, que Flávio espalmou.

O calor intenso afetou também o América-MG, apesar de a equipe estar mais acostumada. O desgaste obrigou o técnico Mauro Fernandes a colocar Diego e Euller em campo, para dar um gás a mais ao time, mas as equipes acabaram gostando do resultado, não ousaram mais e ficaram no empate.

Após a partida, a delegação do Coritiba retornou para Belo Horizonte e hoje cedo embarca para Curitiba, onde inicia a semana que antecede o reencontro com o Couto Pereira, provavelmente com casa cheia no sábado que vem.

Ficha técnica

Série B – 21ª rodada

América-MG

Flávio; Micão, Gabriel e Preto; Marcos Rocha, Dudu Araxá, Leandro Ferreira, Irênio (Helton Luiz, 24 do 2.´), Luciano (Diego, 39 do 2.´) e Otávio; Fábio Júnior (Euller, 42 do 2.´).
Técnico: Mauro Fernandes

Coritiba

Vanderlei; Cleiton, Pereira e Jéci (Lucas Mendes, 29 do 2.´); Fabinho Capixaba, Andrade, Marcos Paulo, Rafinha, Enrico e Dênis (Triguinho, 8 do 2.´); Leonardo.
Técnico: Ney Franco

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP)
Assistentes: Ânderson José de Moraes Coelho (SP) e Rodrigo Pereira Joia (RJ)

Gols: Irênio, 14, e Leonardo, 33 do 1.´ tempo
Amarelos: Andrade, Otávio, Fabinho Capixaba, Rafinha e Preto
Público Pagante: 1.100
Público total: não divulgado
Renda: R$ 18.130,00