Enquanto espera a oportunidade de ser mais utilizado no Coritiba, o meio-campo Geraldo vive a expectativa de ser convocado para a seleção de Angola, que disputa em janeiro a Copa Africana de Nações. Se isso acontecer – e o jogador alviverde tem grandes possibilidades de ser relacionado -, ele sairia de férias em dezembro e só regressaria ao Alto da Glória em meados de fevereiro.

O Coxa ainda precisaria analisar a situação, mas não deve se opor à ida do atleta à competição, que acontecerá no Gabão e na Guiné Equatorial. Ele faria a pré-temporada com os compatriotas e disputaria jogos na primeira fase contra Burkina Faso, Sudão e Costa do Marfim, além de representar as cores do Coxa numa disputa internacional importante.

Paraná Online – Você pode ser convocado?

Geraldo – Estou na torcida para que o treinador (Lito Vidigal) me convoque, porque é muito importante para o jogador disputar uma Copa, seja Africana, Copa América ou Eurocopa. É sempre importante disputar esse tipo de campeonato e espero que ele me convoque para que eu possa dar o meu melhor, como venho dando aqui no Coritiba.

Paraná Online – Você tem sido chamado, né?

Geraldo – Eles têm me chamado, quase todos os jogos eu participei e só no último que não pude ir. Espero que ele não mude de ideia e me convoque.

Paraná Online – E como está a seleção de Angola?

Geraldo – Está bem. Inclusive eu vou para lá passar as minhas férias, matar a saudade do pessoal, que é sempre importante. Angola está crescendo muito.

Paraná Online – Então você pode nem voltar?

Geraldo – Inclusive eu fiquei de sentar e conversar com a diretoria, porque talvez eu não venha fazer a pré-temporada caso eu seja convocado. Vou conversar para ver como fica isso.

Paraná Online – E o teu ano no Coritiba?

Geraldo – O professor (Marcelo Oliveira) me deu mais uma oportunidade faltando três rodadas para terminar o campeonato, entrei e pude ajudar contra o Santos. Fizemos um resultado muito bom (vitória por 1 x 0 com assistência dele) e espero ter mais oportunidades nesses dois jogos e fazer um bom trabalho no final de ano.

Paraná Online – Sem o Davi, você pode se candidatar a essa vaga?

Geraldo – A gente está sempre à disposição do treinador e ele está aí para avaliar e ver quem está melhor. Espero que venha a contribuir, caso seja escolhido.