O atacante Giancarlo vê nesse acerto com o Coritiba um desafio pessoal. Em suas passagens anteriores pela Série A, ele não teve o mesmo destaque em outras competições. Seu melhor retrospecto foi em 2012, quando marcou 5 gols nos 14 jogos disputados. “O momento é outro e sei o quanto o Coritiba está precisando de gols”, disse o novo reforço, que hoje se apresenta, realiza exames e assina contrato até o fim do ano.

Giancarlo chega por empréstimo junto ao Paraná Clube, que na negociação leva o também atacante Anderson Aquino. O novo atacante tem a missão de “transformar” um ataque até aqui improdutivo. Com apenas 14 gols, fechou o primeiro turno como o quarto pior ataque da competição. Nesta temporada, em momento algum, o Coritiba conseguiu apresentar um setor ofensivo minimamente confiável. Keirrison sempre é apontado como um jogador “em recuperação”, enquanto Júlio César sequer vem sendo relacionado nos últimos jogos.

Um quadro que fez Marquinhos Santos recorrer a Martinuccio e a Alex como “falsos” centroavantes. O acerto com Giancarlo poderá encaminhar uma transformação tática no Coxa, que poderá voltar a um tradicional 4-4-2. Isso, é claro, com a sequência de treinamentos. Giancarlo deve iniciar amanhã os treinamentos com o grupo e aí caberá à comissão técnica a melhor estratégia para coloca-lo no time. Se depender do que aconteceu com Joel (que fez dois treinos e jogou contra o Bahia), a tendência é que o ex-paranista já possa jogar frente ao Santos, no fim de semana.

Paraná Online no Facebook