Vencer poderia ter sido mais justo para o Coritiba, mas seria injusto com o goleiro Neto, que fez grandes defesas e também mereceu sair de campo como um dos personagens do clássico de ontem.

O arqueiro rubro-negro, por sinal, pode ter falhado no gol, mas não merece ser sacrificado. A perspicácia de Marcos Aurélio, sim, merece ser louvada. O Atletiba acabou empatado, mas o camisa 10 alviverde venceu.

Foi vaiado pela mesma torcida que um dia o aplaudiu e não se abateu. Parece que se alimentou dos apupos para jogar melhor. No primeiro tempo, deu muito trabalho a Neto, mas na cobrança de falta que definiu a partida teve personalidade para assumir a responsabilidade e chutar no ângulo. Golaço.

Fazia tempo que não marcava e deve ter tirado um peso das costas, mas volta a marcar contra o ex-clube e mostra que tem estrela. Só falta ser mais regular para o Coxa, que voltou a mostrar futebol de campeão.