Um dos destaques do Coritiba nos últimos jogos, o goleiro Elisson fez, momentaneamente, o torcedor coxa-branca esquecer rapidamente do titular Wilson. Apesar das críticas recebidas quando decidiu contratar o atual titular e emprestar Vaná e Bruno, reservas imediatos da meta alviverde em 2015, o diretor de futebol do Coxa, Valdir Barbosa, não se surpreende com as grandes apresentações do arqueiro que veio por empréstimo do Cruzeiro.

“Não surpreende em nada. Exatamente por isso que eu o contratei. Eu já o conhecia bem, teve um período jogando no Nacional da Ilha da Madeira, onde adquiriu uma experiência muito boa. No Cruzeiro não teve tanto, mas quando entrou não comprometeu. Em 2014, se não me engano, foi escolhido o melhor goleiro do campeonato coreano também”, apontou o dirigente.

O cartola ressaltou que entende as críticas recebidas no início da temporada, principalmente pelo fato de Elisson não estar atuando na Raposa. Porém, Valdir Barbosa reiterou a qualidade do jogador, que foi bastante elogiado pelo goleiro Fábio, do Cruzeiro.

“O Elisson era muito bem treinado no Cruzeiro. O Fábio me falou dele várias vezes, do seu potencial, da sua rapidez e velocidade. Quando trouxe, tinha certeza que estava trazendo um grande goleiro. A forma que as críticas vieram a gente entende por ser um goleiro que não estava jogando, não era conhecido. Faz parte”, finalizou.

Elisson será titular do Coritiba nesta reta final do Campeonato Paranaense e estará em campo neste domingo (17), fora de casa, pela semifinal, diante do PSTC. Wilson, depois de sofrer uma lesão muscular na coxa no jogo contra o Atlético, na Arena da Baixada, também passou por uma artroscopia no joelho e deve ficar pelo menos mais três semanas afastado.