O técnico Eduardo Barroca quer que o Coritiba se inspire na goleada sobre o União por 6 a 1, no Paranaense, para o duelo contra o Manaus pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (12), às 22h30, na Arena Amazônia. O treinador comemorou os números e o desempenho da equipe em campo, mas alertou para a diferença de um jogo eliminatório.

“A vitória significou muito para a gente porque conquistamos mais três pontos e assumimos a liderança provisória [do Paranaense]. Foi o jogo que mais entregamos números, com 18 cruzamentos, finalizamos mais de 21 vezes e, se vermos, a posse de bola, a gente deve ter mais de 70%. Hoje foi um dia especial neste sentido, mas quarta-feira é outra competição. A expectativa é mais alta em um jogo eliminatório que é totalmente diferente”, declarou o treinador em entrevista coletiva.

+ Veja como foi o jogo entre Coritiba e União!

Barroca ressaltou a dificuldade da Copa do Brasil, lembrando equipes de grande expressão nacional que já foram eliminadas na primeira fase deste ano, como o Bahia. O Coxa também tem o exemplo de 2019 quando caiu na fase para a URT de Minas. O treinador pediu foco e “mudança de chave” para a equipe.

“Precisamos viver um pouco desse pós-jogo, mas amanhã já vamos viajar e precisamos ter a capacidade de virar a chave de uma competição para outra. É exaltar tudo o que eles fizeram de bom e aprimorar para quarta-feira, que é um jogo diferente. Precisamos estar muito bem preparados”, completou.

+ Confira a tabela e a classificação do Campeonato Paranaense!

Barroca pode repetir o time, não descartou promover o retorno do lateral-esquerdo William Matheus, que estava desgastado, e a entrada de Thiago Lopes na vaga de Ruy. Patrick Vieira e Rafinha também sentiram desconfortos na goleada contra o União e não estão 100% garantidos. A grande preocupação do treinador é o sistema defensivo, que já levou gols em cinco de seis jogos em 2020 – fator que pode ser determinante na competição nacional.

Por participar da primeira fase da Copa do Brasil, o Coxa já garantiu R$ 950 mil. Se passar de fase, somará mais R$ 1,03 milhão aos cofres. O Coxa joga pelo empate para se classificar à segunda fase.

+ Mais do Coxa:

+ Em tarde inspirada, Rafinha prevê vida difícil pela Copa do Brasil
+ Veja os gols da goleada do Coritiba sobre o União Beltrão