Após uma longa reunião, que durou praticamente todo o domingo (16), o presidente do Coritiba, Samir Namur, optou por manter o técnico Eduardo Barroca e o diretor de futebol Rodrigo Pastana em seus cargos.

As conversas do G5 no Couto Pereira começaram ainda pela manhã. Enquanto alguns queriam a saída do técnico, outros defendiam que era necessária a troca para melhorar o desempenho do time.

Os dois profissionais foram informados que seguem no clube, mas foram cobrados por resultados melhores, principalmente Barroca. O Coxa vem de cinco derrotas consecutivas – sendo as duas finais do Paranaense para o Athletico e as três primeiras rodadas do Brasileirão.

Já Pastana vem sendo muito cobrado pela torcida, que fez protestos no Couto Pereira nos últimos dias, inclusive com fotos e faixas espalhadas pelo estádio

O próximo desafio do Alviverde será nesta quarta-feira (19), quando enfrenta o Corinthians, às 21h30, em Itaquera.

+ Mais do Coxa:

+ Ameaçado no cargo, Barroca não teme demissão: “Não penso nisso”
+ Corinthians retruca declaração de Pastana sobre Jadson


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?