Pouco tempo depois de o Coritiba perder em casa para o Criciúma, na noite de sábado, o atacante Bill se envolveu com a Polícia Militar no Litoral. Famoso pela vida noturna e o conturbado extracampo o jogador, que não havia sido relacionado para a partida e havia recebido folga do clube, estava em um veículo de luxo que participou de um suposto racha, e praticava manobras perigosas em Praia de Leste. Apesar de abordado pelos policiais, Bill não foi detido por estar no banco de trás do carro. Somente o motorista da BMW, que apresentava sinais de embriaguez e se recusou a realizar o teste do bafômetro, foi autuado.

Em sua segunda passagem pelo Alto da Glória, Bill foi contratado para suprir a carência de um homem gol no ataque alviverde, principalmente por conta das recorrentes lesões de Deivid. No entanto, o atacante anotou um único gol em 16 partidas que participou na temporada – números bem abaixo ao registrado em 2011, quando alcançou a marca de 27 gols. Com o faro de gol longe de estar apurado, Bill caiu em descrédito e não vem vendo utilizado pela comissão técnica. Questionado pela torcida, o jogador deverá encabeçar a lista de dispensas do clube ao fim do Brasileiro.