O empate em 3×3 do Coritiba no jogo-treino diante do 3 de Febrero, na noite de quarta-feira (18), no Paraguai, mostrou algumas carências do elenco neste início de trabalhos da temporada. Ainda com algumas ausências, como do lateral-direito Dodô, que está com a seleção brasileira sub-20, do volante Jonas e dos atacantes Henrique Almeida, Neto Berola e Rildo, o técnico Paulo César Carpegiani acredita que o Verdão estará mais forte quando esses atletas estiverem à disposição.

“Existe uma preocupação com relação ao Rildo. O Berola está sendo preservado, ele voltou a sentir um pouco essa dificuldade. Na outra semana, fatalmente ele vai jogar. O Jonas foi preservado, são alguns jogadores que estão fora. Tem que ter paciência. Gostaríamos de ter todos à disposição, mas a realidade é que estamos preservando porque esses jogadores poderiam sentir alguma lesão. No outro domingo, quando teremos o Estadual, teremos uma equipe forte, competitiva e com aquilo que consideramos ideal”, explicou o treinador, após a atividade no país vizinho.

Ainda com poucos reforços contratados para o setor de criação, o comandante coxa-branca mostrou certa preocupação com o meio de campo. Carpegiani confia no poder ofensivo do Verdão, que recebeu, de fato, bons reforços, mas ainda quer mais mobilidade na criação das jogadas.

“A dinâmica do meio me preocupa. Realmente, nós temos que imprimir um ritmo melhor. Tivemos a posse de bola, mas temos que ter muito mais agressividade, independentemente dos jogadores que estão fora. As laterais também tenho essa preocupação, mas principalmente o meio, precisa ter uma mobilidade maior, uma agressividade. Temos jogadores de frente que farão a diferença”, cravou ele.

Para as laterais, o time coxa-branca também não recebeu reforços. O clube contou apenas com os retornos dos laterais Rodrigo Ramos e Henrique Gelain, que estavam emprestados. Com Dodô servindo a seleção brasileira sub-20, o meia Thiago Lopes foi improvisado na função e Carlinhos foi opção na esquerda. A tendência é que nos próximos dias o lateral-esquerdo William Matheus, ex-Fluminense, seja anunciado pelo clube, que aguarda a liberação do Toulouse para assinar contrato de um ano com o jogador.

Já para o meio de campo, além da novela envolvendo a possível contratação do meia Ronaldinho Gaúcho, o clube mira outras frentes. Daniel, de 22 anos e que pertence ao São Paulo, tem sua situação encaminhada, mas ainda aguarda o acerto entre os clubes.