Pela primeira vez desde que chegou ao Alto da Glória, Celso Roth teve que analisar uma derrota. Invicto a cinco jogos, o Coritiba se rendeu ao melhor posicionamento do Sport. “Eles vieram com uma proposta bem definida e foram felizes. Tenho que reconhecer que em alguns momentos eles conseguiram nos impor uma marcação pressão. Foi mérito do adversário”, disse Roth. O treinador destacou que mais uma vez sobrou dedicação, mas faltou qualidade.

“Criamos algumas situações. Mas, senti o time muito ansioso. Talvez pelo fato de se tratar de um jogo de seis pontos”, comentou. Roth, desde a sua chegada, nunca escondeu que a primeira meta do clube é fazer um campeonato “sem sustos”. Só que o resultado de ontem deixou o Verdão num desconfortável 18º lugar.

“Tentamos algumas variações. Com maior profundidade, a partir da entrada do Geraldo, e depois com velocidade, com o Roni. Infelizmente, as coisas não aconteceram”, ressaltou Roth, que reconheceu a falha coletiva no gol do Sport, após uma bola rebatida por Vanderlei. “Nunca irei individualizar uma situação como essa”, afirmou o treinador, indagado sobre as cobranças do torcedor ao goleiro Vanderlei, que espalmou para o meio da área. “Num campeonato tão equilibrado, um mínimo deslize cobra um preço alto”.

Substituído aos 18 minutos do 2º tempo, o craque Alex evitou polêmica. “É algo natural. Não estávamos conseguindo criar boas oportunidades e era preciso fazer algo”, disse o capitão coxa-branca. Após quarenta dias sem jogar, ele entende que esteve abaixo do normal. “É claro que a gente sente o ritmo. Mas, isso faz parte”. Para o camisa 10, o problema ofensivo só foi evidenciado ontem, mas vem sendo uma constante no Coritiba. “Em outros jogos, também tivemos dificuldades. É preciso buscar soluções”, cravou Alex.

O Verdão volta a campo somente no próximo sábado, para encarar o Cruzeiro, no Mineirão. Uma semana “cheia”, mas para esquentar a cabeça de Celso Roth. O treinador segue sem contar com Gil e Robinho, lesionados. O atacante Júlio César será reavaliado durante a semana e poderá ser opção para o contestado ataque coxa-branca. O resultado de ontem volta a acender a luz de alerta no Alto da Glória e deverá fazer com que a diretoria volte ao mercado de forma mais incisiva.