Durou pouco menos de quatro meses a passagem do desconhecido meia Dion Andrade pelo Coritiba. Contratado no dia 20 de junho, o jogador de 31 anos, que sequer entrou em campo pelo clube, teve a rescisão de seu contrato publicada no dia 13 no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O Coxa informa apenas que o contrato de Dion foi rescindido, mas não fornece nenhum detalhe sobre o futuro do jogador. O meia chegou ao clube ao lado de outro desconhecido, o meia Ricardinho, de 34 anos. Ambos chegaram para recuperar a forma física utilizando as estruturas alviverdes. Existia ainda a possibilidade de que a dupla usasse o Coxa como ponte para uma possível transferência para a China.

Ricardinho, por sua vez, segue no clube. O Coritiba não fornece maiores detalhes sobre a sua situação. “Estes atletas fazem parte de uma parceria técnica construída junto ao futebol chinês”, disse a nota oficial do clube na época da chegada da dupla.

“A nossa intenção é a de aproveitar uma oportunidade como essa e mostrar para o mercado que o Coritiba tem estrutura para recuperar esses jogadores, além de fomentar o mercado chinês”, prosseguia a nota. O clube, entretanto, não revela se a parceria citada rendeu algum tipo de vantagem financeira.