De jogador emprestado ao Botafogo-SP, o zagueiro Cleiton recomeça a conquistar espaço no Coritiba. Contra o Bragantino, ele terá oportunidade de ser titular, diante da contusão de Jeci e a cirurgia de Demerson. Responsável pelo último gol do time na fase pré-Copa da Série B, na vitória por 3 x 1 contra o Santo André, ele não tem a disposição de voltar ao ataque e marcar, mas defender a meta alviverde e garantir um lugar entre os relacionados para os jogos seguintes. Óbvio, se derem brecha o jogador avisa que está trabalhando para entrar no time de uma vez e não sair mais.

Paraná Online – Como você está para encarar esse jogo?

Cleiton –
A gente sabe que em qualquer momento pode acontecer alguma surpresa. Nos treinamentos ocorrem lesões e a gente tem que estar pronto para essas eventualidades. Nessa volta da Série B, estou tendo a oportunidade de começar esse jogo e espero aproveitar da melhor maneira possível.

Paraná Online – Essa volta ao clube, após o empréstimo, está sendo boa?

Cleiton – Muito boa. A intenção era participar do grupo e procurar meu espaço, mas estou muito feliz com as oportunidades. Cada vez mais confio no projeto de levar o Coritiba de volta à Série A.

Paraná Online – Você já teve propostas para sair e não saiu. O teu futuro ainda é mesmo o Coxa?

Cleiton – Tenho contrato até o final do ano que vem e meu pensamento é só no Coritiba. Como o ano passado acabou triste, quero acabar este ano alegre e com conquistas.

Paraná Online –
Então, se algum titular der mole você toma a vaga?


Cleiton –
Sabemos da concorrência que tem dentro do grupo, que é uma concorrência sadia, onde todos se respeitam aqui, mas a oportunidade aparece e a gente tenta aproveitar da melhor maneira possível. Cabe ao Ney Franco decidir quem fica e quem sai.