O Coritiba voltou a jogar bem, não tomou conhecimento do Paranavaí, fez a festa da torcida e ainda por cima largou com tudo na segunda fase do Paranaense. Com a volta do volante Rodrigo Mancha e com o time na feição do que o técnico Ivo Wortmann quer, o Alviverde aplicou 3 a 0 no Vermelhinho, ontem à tarde, no Couto Pereira. E com direito a golaço de Douglas Silva e a aplauso de pé para Renatinho.

Na quarta-feira, a derrota para o Londrina mostrou que algo teria que ser feito.
O time errou demais e perdeu para um time rebaixado. Ontem, mostrou que tem gás para queimar e opções no elenco para mudar o panorama. E o maior reforço que o técnico Ivo Wortmann poderia querer estava treinando com o time desde o início do ano, estava entrosado e totalmente adaptado ao clube. Com Rodrigo Mancha, o Alviverde voltou a ter uma cara de time que não teve nos jogos anteriores. Ele deu consistência à defesa e o resto parece que foi consequência.

Com a cozinha acertada, o meio passou a produzir muito mais e a vitória veio ao natural. Principalmente porque o lado esquerdo mostrou entrosamento, e com Carlinhos Paraíba à vontade onde antes ele não queria atuar. O camisa 10 deu a estabilidade que o Alviverde precisava. E foi pelo corredor esquerdo que os gols saíram.

Ainda no primeiro tempo, Pedro Ken disparou para o ataque, serviu a Renatinho, que acionou Marcos Aurélio. Ele teve categoria para limpar a jogada e chutar cruzado no cantinho da meta de Danilo. Foi a justiça para um time que vinha tocando muito bem a bola.

Já que o Paranavaí estava visivelmente abatido, e ainda ficou mais com a contusão de Edenilson, o Alviverde aproveitou. Douglas Silva ampliou com uma pintura de gol, encobrindo o arqueiro adversário. E, para completar, Marcelinho cobrou pênalti sofrido pelo arisco Renatinho e fechou o marcador.

Deu tempo até para ensaiar toques mais rebuscados, mas a equipe coxa até segurou o ímpeto, respeitou o ACP e administrou a vitória. Ao final, o time do Noroeste foi premiado com os aplausos da galera coritibana, que reconheceu o esforço do adversário. Na quinta-feira, o Coxa volta a campo também no Alto da Glória e o adversário será o Cianorte.