Mesmo oscilando muito na disputa do Campeonato Brasileiro, o Coritiba, nesta reta inicial do segundo turno, não esconde que a sua meta é de disputar uma vaga na Libertadores da América do próximo ano. O time coxa-branca, mesmo com uma campanha de altos e baixos durante a primeira parte da competição nacional, ainda está somente a quatro pontos do Atlético, sexto colocado e primeiro time dentro do G6. Por isso, a esperança do Verdão é grande para conseguir voltar a disputar o torneio internacional na próxima temporada.

Para conseguir esse objetivo, o goleiro Wilson, destaque do Coritiba na temporada, já tem a receita: conseguir ser mais regular do que no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Na primeira parte da competição nacional, o Verdão chegou a brigar pela liderança, pelo G6 e passou uma rodada na zona de rebaixamento.

“A projeção é manter a regularidade. Faltou no primeiro turno. Começamos muito bem, mas deixamos cair muito. Deixamos muito a desejar nos jogos em casa. Temos que manter a regularidade e procurar aproveitar os jogos em casa, que são fundamentais para a gente. Com certeza mantendo isso a gente vai buscar coisa maior na competição, quem sabe a vaga na Libertadores. A gente sabe que é possível”, cravou o goleiro alviverde.

O Coritiba segue na luta para figurar na primeira parte da classificação, mas pode ver o G6 virar G9. Isso pode acontecer se os times que estiverem no grupo dos seis primeiros colocados do Brasileirão forem campeões da Copa do Brasil, da Libertadores e da Copa Sul-Americana. “Tem chance de abrir um G9, dependendo dos campeões. Temos tudo para buscar a vaga mantendo essa regularidade. Ficamos muitos jogos sem vencer no primeiro turno, tivemos derrotas seguidas e mesmo assim a equipe se manteve na briga, sempre perto. Tendo uma regularidade melhor, aproveitando o mando de campo, temos tudo para conseguir a vaga na Libertadores”, acrescentou o goleiro alviverde.

Apesar de o Coritiba não ter passado a confiança para o seu torcedor de que pode voltar a disputar a Libertadores da América no ano que vem, o volante Alan Santos garantiu que intramuros o pensamento é esse. Mesmo o Verdão, atualmente, estar mais perto da zona de rebaixamento (3 pontos) do que do G6 da classificação do Campeonato Brasileiro.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

“A gente tem que confiar. Se a imprensa, se quem está de fora não confia, a gente confia no nosso trabalho. Temos a convicção no que temos que fazer, do que temos que treinar, do que fazemos. Se tem a possibilidade, se tiver 1% de chance, a gente vai crer e vai trabalhar para isso. Já esqueci dos 12 jogos (sem vitórias), já passou. Vejo os três jogos (últimos), onde a gente ganhou dois. Temos agora uma sequência em casa e temos que olhar para frente. Buscar uma sequência para pontuar. Estamos a quatro pontos do G6 e temos mais 18 jogos pela frente. Temos totais chances de classificar para a Libertadores”, arrematou o volante alviverde.

Para seguir sonhando em disputar a Libertadores da América do ano que vem, o Coritiba precisa fazer valer novamente o fator casa. Uma boa oportunidade de reconquistar sua força caseira será nos próximos dois compromissos em casa seguidos contra Santos, neste domingo, às 19h, e na segunda-feira que vem, diante do Vitória. Seis pontos nesses duelos podem colocar o Verdão de vez no pelotão de cima da classificação do Brasileirão.