Bastou o árbitro apitar o final da partida entre Ceará 2 x 2 Flamengo para o Coritiba começar a se planejar para encarar o time cearense na semifinal da Copa do Brasil.

Tanto na parte técnica e tática, quanto no planejamento de viagem para o Nordeste, o Coxa trabalha para evitar surpresas de última hora, como atrasos em aeroporto e outros percalços.

Por isso, o clube já decidiu que vai dois dias antes para Fortaleza, onde vai treinar na véspera e enfrenta o Vozão, provavelmente, às 21h50 de quarta-feira. Ontem, a CBF sorteou os mandos e hoje confirma oficialmente datas e horários.

A delegação alviverde desembarcou por volta das 14h de ontem no Afonso Pena, já sabendo que enfrentaria a primeira partida no Presidente Vargas. Como a tendência é que o confronto ocorra na quarta-feira, o time não terá folga – trabalha hoje, amanhã e domingo e embarca segunda-feira cedo rumo ao Ceará.

A ideia é chegar antes e descansar bem para a partida. Assim, os jogadores poderiam se adaptar ao clima local e o técnico Marcelo Oliveira comandaria o último treinamento em Fortaleza.

O treinador, por sinal, há tempos estuda o adversário. “Eu vi as últimas partidas do Ceará e eles têm um time muito bem disposto taticamente, muito bem comandado e, assim como o Coritiba, luta muito pela bola, ocupa espaços, tem um contra-ataque forte”, elogia.

Mas ele garante que o Coxa estará preparado para encarar o Vozão como estaria preparado se o Flamengo se classificasse. “Independentemente do adversário que viesse seriam jogos difíceis. O Coritiba está preparado, não deve temer ninguém, mas deve respeitar e buscar o resultado”, garante.

Sobre a possibilidade de fazer o primeiro jogo fora e trazer a decisão para casa, todos no clube se mostram indiferentes. “Quem quer ser campeão não tem essa de escolher se joga a primeira em casa ou fora. São dois jogos e todos eles são importantes”, avisa o zagueiro Emerson.

Segundo o técnico Marcelo Oliveira, pelo equilíbrio entre os semifinalistas, o título da Copa do Brasil de 2011 está em aberto. “Todos os quatro que chegaram são grandes equipes. O Coritiba está fortalecido, mas vai ter que lutar muito para chegar à decisão”, finaliza.