SELO_COXA_BARRA_1COLSe por um lado o empate em 1×1 entre Coritiba e Ponte Preta não ajudou as duas equipes na luta contra o rebaixamento, por outro o pontinho solitário, mesmo que no Couto Pereira, fez o Coxa chegar aos 40 pontos na tabela e seguir na 15ª colocação, fora da zona do rebaixamento. Já a Macaca foi a 36 e segue em 18º. Se a competição terminasse hoje, o time de Campinas estaria fadado à Série B no ano que vem. A vitória por 3×1 do Cruzeiro em cima do Fluminense acabou fazendo com que o Coxa, mesmo com o empate em casa, encostasse no time carioca, que tem 41.

LEIA MAIS: Coritiba não joga bem, mas consegue aumentar distância da ZR

Por isso, ao sair de campo, o atacante Getterson amenizou o resultado. “Um ponto acaba sendo interessante”, afirmou. O também atacante Rildo lembrou que, diante da concorrência direta com a Macaca na luta contra o rebaixamento, o que vale é seguir com a marca de seis jogos sem perder e se manter fora da linha de corte para a Série B. “Sabíamos que seria dificl, com concorrente direto, mas estamos ainda com a invencibilidade. É procurar fazer um bom jogo na quinta. Se tivéssemos perdido, eles poderiam chegar”, lembra.

O zagueiro Werley endossou o coro. “Não tem desculpa. Acho que sentimos o desgaste porque tivemos um dia a menos para nos recuperarmos. Mas não temos que lamentar. É valorizar este ponto e pensar no Flamengo”. O Coritiba enfrenta a equipe carioca na quinta-feira (16), às 21h, novamente no Couto Pereira.
Quem teve bons motivos para comemorar foi o meia Daniel. A partida marcou a estreia do atleta no Brasileirão, depois de uma série de contusões. “Fico muito feliz por voltar a jogar. Fico feliz por ter dado a assistência para o gol, mas triste por não ter vencido. Agora é seguir firme. Quando precisar, vou estar pronto”.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

O técnico Marcelo Oliveira elogiou o trabalho do meia. “Quando o Daniel pegou na bola, rendeu. Ganhamos um meia a mais”. No entanto, lamentou a falta de atenção do time em alguns momentos. “Temos que ter mais atenção na marcação. Isto vem sendo alertado. O jogo não foi da forma que a gente imaginou em termos de produção e imposição, um pouco porque erramos, um pouco pela boa marcação da Ponte. Eles rondaram bastante. Foi um jogo difícil como todos. Se não deu pra ganhar, pelo menos não perdemos”, reforçou. Para o próximo desafio, o treinador já deu a receita. “Mobilização total para fazermos um bom jogo contra o Flamengo”, finalizou.