A derrota sofrida para o Cascavel, fora de casa, na noite desta quarta-feira (21), encerrou uma maratona de jogos do Coritiba em compromissos pelo Campeonato Paranaense e pela Copa do Brasil. Foram 14 jogos realizados em 46 dias, com média de uma partida a cada três dias. Esse desgaste das partidas e também o pouco tempo de treinamento foram, para o técnico Sandro Forner, fatores que prejudicaram no desempenho do Coxa.

“A gente não consegue treinar. Claro que impacta, vamos tentar aproveitar esse período até a final que não é tão grande, mas já nos dá uma condição”, apontou o treinador alviverde em entrevista após a derrota para o Cascavel, onde o time coxa-branca teve mais uma apresentação muito ruim.

Mesmo diante dessa sequência de jogos, o Coritiba, sem conseguir emplacar uma sequência de boas atuações, garantiu o título da Taça Dionísio Filho do Campeonato Paranaense. Com isso, a equipe alviverde está garantida na decisão do Estadual. No entanto, neste período, avançou para a terceira fase da Copa do Brasil depois de passar por Parnahyba-PI e Uberlândia, mas nessa queda de rendimento não evitou a eliminação para o Goiás.

Confira como ficou a classificação do Campeonato Paranaense!

O técnico Sandro Forner terá agora um bom tempo para treinar. A partir desta quinta-feira (22), quando o elenco fará apenas um trabalho regenerativo, o Coritibaterá praticamente dez dias para se preparar para o primeiro duelo da final do Campeonato Paranaense. Atlético, Paraná, Londrina e Maringá são os semifinalistas da Taça Caio Júnior e um deles será o adversário do Coxa na finalíssima do torneio.