Finalista da Taça Dionísio Filho do Campeonato Paranaense, o Coritiba terá mais uma decisão pela frente, agora pela Copa do Brasil, nesta quinta-feira (22), contra o Uberlândia, às 21h30, em Minas Gerais. Será nada menos que o quinto compromisso seguido fora de casa do time coxa-branca, mas o clima é outro no Verdão. Depois de um início de temporada conturbado, o Alviverde, com a sequência de bons resultados e atuações consistentes, chega com outro astral para tentar chegar à terceira fase da competição nacional.

O técnico Sandro Forner, que aceitou comandar essa reestruturação que o Coritiba está passando, ressaltou a sequência de decisões do time coxa-branca neste começo de temporada. O comandante do Verdão espera que o jovem grupo alviverde passe por cima do desgaste físico e emocional e consiga sucesso em mais essa decisão no início de temporada.

“Nós estamos decidindo desde o jogo do Parnahyba. Se contra o Londrina não tivéssemos resultado, estaríamos fora. Depois contra o Toledo. Viemos para cá. Temos um time muito jovem, com alguns jogadores experientes, todo mundo muito tempo longe de casa. Se a gente jogasse contra o Atlético, na final, chegaria a maior série do Coritiba jogando fora de casa. O desgaste emocional, o desgaste físico é muito grande. É uma sequência difícil”, apontou o treinador.

O duelo contra o Parnahyba, citado por Forner, foi, talvez, o susto que o Coritiba precisava para aumentar seu rendimento neste começo de trabalho. O time coxa-branca, também em duelo único pela primeira fase diante do time piauiense, sofreu para arrancar um empate aos 52 minutos e quase passou pelo maior vexame da sua história. Certamente, o duelo em Teresina servirá de lição para que a equipe alviverde não volte a sofrer e consiga a vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

De lá para cá, o Coritiba teve mais três duelos decisivos pelo Campeonato Paranaense, todos fora de casa. Conseguiu duas vitórias contra Londrina e Toledo que garantiram o Verdão na semifinal da Taça Dionísio Filho. Veio então o Foz do Iguaçu e, mesmo sem repetir as boas atuações das duas partidas anteriores, o time coxa-branca conseguiu a classificação nos pênaltis e está na decisão do Estadual para encarar o Rio Branco.

Wilson tem sido o líder do jovem elenco do Coxa em 2018. Foto: Divulgação/Coritiba.
Wilson tem sido o líder do jovem elenco do Coxa em 2018. Foto: Divulgação/Coritiba.

Mesmo vivendo um processo de reconstrução e ainda recebendo reforços, o Coritiba teve uma evolução nos três últimos jogos. O duelo contra o Uberlândia, pela Copa do Brasil, pode confirmar de vez o bom momento do time coxa-branca na temporada e manter o alto astral para a finalíssima do Estadual de domingo diante do Rio Branco, no Couto Pereira.

“Temos mais uma viagem para a Copa do Brasil e é decisão atrás de decisão. É manter a concentração, descansar, o desgaste está grande, mas a gente está evoluindo e espera dar muita alegria ainda para a torcida do Coritiba”, arrematou o goleiro Wilson.