A semana será de definições no Coritiba. Ainda com mais duas partidas para fazer pela Série B do Campeonato Brasileiro, a diretoria deve definir nos próximos dias seu novo diretor e, consequentemente, se vai ou não renovar o contrato do técnico Argel Fucks. Segundo o presidente Samir Namur, o novo homem forte do futebol coxa-branca está praticamente contratado e o anúncio deverá acontecer até a próxima quarta-feira (14). O mais cotado no momento é Rodrigo Pastana, que deixou recentemente o Paraná Clube.

+ Leia também: Coxa vai pras duas últimas partidas do ano com gosto amargo

“Havia a expectativa nossa de ter definido isso já na segunda. O caminhamento está muito forte já, está praticamente certo. Faltam alguns detalhes. Ele está com um compromisso fora e não pudemos acertar hoje isso. Terça ou no máximo quarta já deve ser anunciado. Será dentro do perfil que a gente vem definindo. O Coritiba precisa ter alguém com experiência, com conhecimento de montar um elenco de Série B, algo que faltou em algum momento em 2018. Para isso, fazer o Coritiba subir em 2019”, apontou Namur, em entrevista ao vivo concedida ao Facebook da Gazeta do Povo.

Esse novo diretor de futebol terá que trabalhar com um orçamento mais enxuto. Ainda segundo o mandatário alviverde, a folha salarial do elenco será reduzida de R$ 1,9 milhão para R$ 1 milhão. De acordo com o dirigente, esse novo profissional já mostrou capacidade de conseguir o acesso com um orçamento mais curto.

+ Leia também: Após semana de ‘tensão’, Coritiba quer virar a página

“Esse é o planejamento que vamos levar à reunião do conselho. É uma queda bem brusca, cai quase pela metade, mas entendemos que é possível. Tem clube que vai subir ou está próximo de subir em torno desse valor. Já foi passado isso a esse profissional e com quem conversamos e fizeram no passado, em outras ocasiões. Sabem qual é o caminho para conseguir fazer isso”, contou.

Rodrigo Pastana estava no Paraná Clube até setembro deste ano e foi um dos responsáveis pelo acesso paranista em 2017. Foto: Albari Rosa
Rodrigo Pastana estava no Paraná Clube até setembro deste ano e foi um dos responsáveis pelo acesso paranista em 2017. Foto: Albari Rosa

Samir Namur falou também sobre o comando técnico do Coritiba para a próxima temporada. Segundo ele, não haverá novamente o erro de escolher um profissional com pouca experiência, conforme aconteceu no início deste ano, quando Sandro Forner foi promovido ao time principal.

“Foi uma escolha errada e é fácil falar, porque o resultado foi ruim, não veio. Foi um momento que parte dos clubes tem feito, de profissionais que foram promovidos e deram certo. Alguns clubes fizeram várias escolhas parecidas com a nossa. Não seria nenhum absurdo ele chegar e dar certo, apesar de que não tenha dado”, lembrou.

Confira a classificação completa da Série B

O presidente ainda admitiu que há uma conversa adiantada com Argel Fucks para uma renovação de contrato. O treinador tem a empatia da maioria da diretoria e é capaz também de aguentar a pressão que o cargo exige para a próxima temporada no Coxa. Para acontecer o acerto, o atual comandante terá que aceitar uma redução salarial proposta pela diretoria.

“Temos que reconhecer que o Argel tem vários predicados nesse contexto, em avalições dentro do Coritiba. O trabalho dele agrada por vários motivos. O conhecimento que ele já tem do elenco, não vai começar o trabalho do zero. O Argel tem um nome, um currículo e com condição de suportar uma pressão. A permanência do Argel é uma possibilidade muito concreta, mas passa pela validação do novo diretor de futebol. Passa por um alinhamento de ordem financeira com o Argel que precisa acontecer, que alguma redução aconteça e ele está ciente. Há conversas e esperamos que se chegue a um denominar comum com ele também em relação a isso”, concluiu o mandatário coxa-branca.

Confira a entrevista à Gazeta do Povo na íntegra:

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!