Num jogo em que o Atlético estava mais atento do que a própria torcida alviverde, o Coritiba ficou apenas num empate sem gols diante do ameaçado Náutico. Pouco mais de nove mil pessoas foram ontem ao Couto Pereira assistir ao time contra o Timbu, num jogo que interessava mais ao arqui-rival. E o Coxa fez a parte dele.

Pelo menos, uma parte. Para fúria de quem pagou ingresso e vaiou a falta de qualidade de um jogo em que o 0 a 0 quase virou nota para as duas equipes. Com o resultado, a equipe do Alto da Glória se manteve na sétima colocação, mas já está garantida na Sul-Americana.

“Tivemos boas oportunidades, mas infelizmente não conseguimos o resultado que a gente esperava. O Náutico veio com uma marcação forte, fechado com o objetivo de levar, pelo menos, um ponto”, analisou o lateral-esquerdo Ricardinho.

Apesar das dificuldades, Henrique Dias lembrou que o time mostrou profissionalismo. “Muitos disseram que iríamos afrouxar, mas somos profissionais e quando entra em campo tem que dar a vida e tem que mostrar o profissionalismo que nós temos ao vestir a camisa do Coritiba”, discursou o Iluminado.

Mas então por que a vitória não veio? Qual a dificuldade? “A dificuldade foi não fazer o gol, a única dificuldade que nós tivemos. Não é porque eles estão lá embaixo na tabela que eles iriam facilitar”, destacou HD. Por isso a lamentação geral na equipe alviverde?

“Faltou colocar a bola para dentro. Quando não se faz o gol, as coisas não acontecem”, complementou o volante Alê. Mas o pior que a bola poderia ter entrado no último lance quando Ariel Nahuelpán cabeceou na trave. “Foi uma lástima, agora temos que pensar no Grêmio e ganhar lá”, lamentou o gringo.

E é para lamentar mesmo porque os gaúchos voltaram a mostrar força quando já não se acreditava mais neles. Ao vencer o Palmeiras, o Tricolor vai querer manter o ritmo contra o Coxa no Olímpico.

Com isso, vai ser mais difícil para a equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior conseguir a reabilitação após os maus resultados contra Ipatinga e Náutico e recuperar o futebol fraquinho que vem sendo mostrado mesmo na última vitória. Por outro lado, a partida ganha uma importância maior e o Coritiba poderá devolver a derrota sofrida no primeiro turno em casa.