Com status de referência, maior clube e o que tem uma das maiores rendas da edição de 2018 da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba vai entrar na segundona como um dos protagonistas. Se será ou não, somente as atuações em campo e os resultados vão dizer. No entanto, os jogadores alviverdes sabem da responsabilidade de defender o Verdão na competição deste ano.

“Cada jogador do elenco tem essa consciência que somos o time grande da competição. Temos que assumir esse papel e acho que não pode ser só fora de casa. Temos que chegar e nos impor. Vão querer roubar ponto do Coritiba e temos que entrar ligados a cada rodada”, cravou o zagueiro Alex Alves.

Além de ser o principal clube da Série B do Campeonato Brasileiro e um dos dois únicos campeões da primeira divisão dentre os 20 participantes (o outro é o Guarani), o Coritiba tem também uma das maiores rendas de direitos de transmissão da segunda divisão. No entanto, para Alex Alves, ter uma condição financeira de nada adianta se, em campo, o time coxa-branca não conseguir corresponder. O jogador usou o Palmeiras como exemplo recente dessa situação.

“A gente tem um grande exemplo de time rico que é o Palmeiras nos últimos anos. No Paulista, por exemplo, não conseguiu a conquista. O dinheiro não entra em campo. Quem entra em campo são os jogadores. Temos que assumir esse protagonismo de time grande e lutar pelo acesso. Deixar essa questão (de dinheiro) fora de campo. Mostrar no gramado que temos condições de conseguir o acesso”, disse Alex Alves, que comemorou a chance de ser titular na estreia do Coritiba contra o Sampaio Corrêa, sábado, fora de casa.

“Desde quando cheguei, busquei a oportunidade. Passou o Paranaense, ficou para trás. Sábado começa o verdadeiro objetivo do Coxa em 2018. Vou dar o máximo dentro e fora de campo para conseguir o tão sonhado objetivo no final do ano”, concluiu o zagueiro coxa-branca.