Em meio à crise, o Coritiba entra em campo na noite desta sexta-feira (9), para encarar o Goiás, pela 36ª rodada da Série B. Possivelmente visando blindar a diretoria e o elenco, não houve entrevista coletiva, normalmente cedida à imprensa, às vésperas do jogo.

Uma reunião da alta cúpula do clube foi realizada na última quarta para decidir os rumos do Coritiba e, entre os pontos debatidos, estava a determinação de que é imprescindível não passar mais vexames nas rodadas restantes da Série B. O Coxa vem de uma goleada sofrida para o São Bento por 5×2 na última rodada, na terça.

+ Leia mais: Paulo Pelaipe não fica no Coxa pra 2019

Tentando colocar panos quentes na situação crítica que vive o clube, o presidente Samir Namur tentou ‘mudar a chave‘ e falou sobre as perspectivas do time para 2019. Sem a coletiva, Namur preferiu se colocar à disposição para falar individualmente aos veículos de comunicação. Convidado da Rádio Banda B, ontem, o mandatário assumiu a responsabilidade do fracasso, se desculpou pelo ano decepcionante do Alviverde e garantiu que o Coxa terá um elenco competitivo na próxima temporada, mesmo com uma verba 50% menor em relação a este ano.

+ Também na Tribuna: Argel Fucks deve definir o futuro ainda nesta semana

“Peço desculpas pelo que foi o ano do Coritiba. Todos esperávamos um final de temporada diferente, trabalhamos para isso, mas não conseguimos. Assumimos os erros, não vamos fugir da responsabilidade. Ainda que sejam os jogadores que entrem em campo, acima de tudo a culpa é da diretoria e do presidente”, explicou o Namur.

Um grande desafio que o dirigente terá pela frente para evitar que o próximo ano não seja igualmente desastroso, será saber lidar com a brusca redução de verbas. Enquanto contava com uma receita superior a R$100 milhões em 2017, o Coxa contou com quantias de R$86 milhões neste ano e para a próxima temporada, o valor é ainda mais enxuto.

“Trabalhamos este ano com queda na receita bruta, pois perdemos patrocínio, perdemos sócios. Para 2019, projetamos uma verba de R$ 46 milhões, o que representa a diminuição de mais de 50% da nossa receita”, explicou.

+ Confira ainda: Namur pede desculpas à torcida coxa-branca

E até por essa diminuição drástica, a preocupação do presidente é encontrar muito em breve um novo diretor de futebol, que terá uma missão específica para a próxima temporada. Atualmente no cargo, Paulo Pelaipe terá seu vínculo encerrado em dezembro e o clube não vai renovar.

“O profissional que contratarmos deverá saber trabalhar com menos dinheiro. Buscamos alguém que tenha experiência com a montagem de elenco competitivo de série B com pouca verba. Não temos interesse em alguém que pense em um elenco de Série A”, explicou Namur.

Ele já tem alguns candidatos que considera ideais para a vaga. “Tínhamos interesse e chegamos a conversar com o Felipe Albuquerque (Vila Nova) antes mesmo de trazer o Pelaipe. Mas ele tinha algumas questões e não pôde vir. Também houve conversa com o (Rodrigo) Pastana. Ele se encaixa perfeitamente com o que buscamos”, explicou o presidente, falando que o ex-executivo de futebol do Paraná Clube, responsável pelo acesso do time em 2017, mas também culpado pela decepcionante campanha de 2018, é um nome forte para a função.

+ Veja: Acompanhe a classificação da Série B

Namur revelou que acredita que 2019 será um ano com chances de maior assertividade, já que os planos para o próximo já estão finalizados com certa antecedência.

“O planejamento para 2019 já está praticamente pronto. Vamos apresentar na segunda-feira (12), para o conselho. No ano passado, quando assumi, já era dia 17 de dezembro. Estamos um mês e meio adiantados”, revelou.

Também pensando em reduzir os gastos para a próxima temporada, Namur contou que a pré-temporada do time será realizada no próprio Centro de Treinamento do Coritiba e não mais em Foz do Iguaçu, como foi neste ano.

“Vamos ter redução de gastos também na infra-estrutura, não terá obras no Couto ou CT. Vamos manter somente gastos específicos de manutenção”, finalizou.

Em campo

Com o discurso de terminar a competição de forma digna, o objetivo do Coxa será buscar resultados positivos nos três jogos que restam para o final da temporada. Sem vencer há cinco rodadas da Série B, o Alviverde vem de derrotas para Guarani (2×0) e São Bento (5×2). Sem nenhuma chance de acesso, o Verdão só cumpre tabela nesta reta final. Além do Goiás, ele ainda tem pela frente a Ponte Preta (fora) e o Fortaleza, em Curitiba.

Em relação ao time que deve entrar em campo, duas novidades. O volante Vitor Carvalho e o atacante Guilherme voltam de suspensão e podem reassumir a titularidade, nas vagas ocupadas, respectivamente, por Escobar e Pablo.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B
2° Turno – 36ª Rodada
Coritiba x Goiás

Coritiba
Rafael Martins; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alan Costa e Abner; Vitor Carvalho, Simião e Chiquinho; Guilherme, Guilherme Parede e Alecsandro.
Técnico: Argel Fucks

Goiás
Marcos; Alex Silva, David Duarte, Victor Ramos e Ernandes; Gilberto, Felipe Gedoz (Ratinho) e Giovanni; Michael, Lucão e Maranhão
Técnico: Ney Franco

Local: Couto Pereira
Horário: 21h30
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!