Joinville – O Coritiba teve tudo para assumir a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, mas acabou parando na retranca do Bragantino e não saiu do 0 x 0. A pressão do Alviverde foi grande, o domínio da partida não foi convertido em chances de gol e a torcida saiu frustrada ontem à noite, da Arena Joinville. Para piorar, os adversários diretos se deram bem e deixaram o Coxa para trás, que agora caiu para a sétima colocação na competição. Na sexta-feira, o time do Alto da Glória terá de buscar no nordeste brasileiro os dois pontos desperdiçados, quando irá enfrentar o América-RN, em Natal.

Diante de um adversário retrancado, o Alviverde teve dificuldades para furar o bloqueio do Bragantino. Pior: não conseguiu mandar uma bola sequer ao gol de Gilvan nos primeiros 45 minutos. A situação irritou o técnico Ney Franco. “Estamos tendo dificuldade para entrar na defesa deles e pedi para terem tranquilidade, insistir em jogadas individuais e em criatividade, por que eles vieram com a proposta de buscar o empate”, disse no intervalo. A chacoalhada parece ter despertado o time, que voltou ligado em 220 volts – a voltagem padrão em Santa Catarina.

Nos primeiros minutos da etapa final, o Coxa já levou perigo à meta do Bragantino, mas o contra-ataque deixou a torcida presente apreensiva com as vaciladas na cozinha. No entanto, Dudu começou a infernizar a defesa adversária e criou boas chances para o time. Porém, todas pararam nas mãos de Gilvan ou nos pés dos zagueiros. Só Lucas Mendes teve duas grandes chances, mas não furou o paredão do Braga.

Vendo o time com dificuldades para furar a retranca, o técnico Ney Franco entrou em ação e apostou em Geraldo.

Porém, a entrada do angolano não foi suficiente e Ramon e Renatinho entraram em campo para aumentar a pressão em cima do Bragantino. O time passou a sufocar o adversário, dando a impressão de que o gol estava maduro, mas a bola não conseguia transpor a zaga.

O Coritiba era todo pressão, o Braga todo defesa e quase o castigo veio no final. O atacante Sílvio recebeu livre na área e tentou encobrir Edson Bastos, mas o goleiro alviverde defendeu e garantiu pelo menos o empate. A pressão continuou nos minutos finais, o domínio seguiu intenso, mas a esperada finalização certeira acabou não saindo e o time desperdiçou a chance de sair de Santa Catarina com a liderança da competição.

Com os resultados da 8.ª rodada, o novo líder da Série B é o Náutico, que venceu o ASA-PE por 2 x 1 e chegou aos 17 pontos. O Figueirense, que também ganhou ( 2 x 1 no Vila Nova-GO) ocupa a segunda colocação, com 16.