Em 2017, o Coritiba vendeu mais de 362 mil ingressos em 29 partidas como mandante, entre Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e Brasileirão, e teve uma média de público de 12.486 pagantes. E mesmo com o rebaixamento para Série B, o Coxa resolveu manter o mesmo valor nos planos de sócios praticados na atual para a próxima temporada.

O novo presidente Alviverde, Samir Namur, explicou que a manutenção dos valores dos planos é de competência do Conselho Deliberativo e que isso já foi feito há dois meses.

“É feita uma proposta e o Conselho Deliberativo aprova, reprova, faz emenda e daí esse é o valor definido”, disse ele, em entrevista á Rádio Transamérica.

O dirigente reforçou ainda que existe a possibilidade de se criar uma nova modalidade de sócio, mas que a mesma também terá que ter aprovação do Conselho.

“A gente até pensa em inclusão de pelo menos mais um novo plano, que serio o plano familiar. Daí teríamos que fazer uma proposta para em janeiro o conselho apreciar”, explicou Namur.

Porém, o dirigente reconhece que o valor dos ingressos deveria baixar. “Mas aí a forma como a gente pretende trabalhar essa relação sócio e torcedor é muito mais com a política de ingresso. Então, entendemos, sim, que o valor do ingresso vai ter que baixar”, completou. O valor atual mais barato de ingressos para assistir jogos no Couto Pereira é de R$ 100, sendo R$ 50 a meia-entrada.

Para os associados que pagarem a anuidade, haverá um desconto de 12% no valor total do plano. Por exemplo, quem é do plano Arquibancada ou Mauá, vai pagar o valor de R$908 o ano, e se fosse pagar o valor da mensalidade até o vencimento o preço total será de R$ 1.032.