A grande atração da vitória do Coritiba sobre o América-MG por 2×1, neste sábado (28), no Couto Pereira, foi a estreia do técnico Jorginho. Ele assumiu um time sob fortíssima pressão, sem vencer nas últimas seis partidas da Série B do Campeonato Brasileiro, e que vive contestação da torcida – tanto com os jogadores quanto (e principalmente) com os dirigentes. No final, deu tudo certo, e o treinador gostou do que viu.

Confira como foi o jogo no nosso Tempo Real!

Para Jorginho, o Coxa precisava captar a essência da competição que disputa. E isso aconteceu diante do Coelho. “O mais importante daquilo que a gente havia observado nos últimos jogos é que fomos uma equipe que jogou para a segunda divisão”, comentou o treinador alviverde. “A equipe é muito técnica, qualificada, com esses contra-ataques quase mortais, mas precisava se entregar ao máximo. Vamos trabalhar para que a equipe mantenha esse nível de competição”, completou.

O técnico manteve seu estilo ‘sanguíneo’ à beira do campo. Pediu empenho, orientou, chamou os jogadores para conversar, vibrou com os gols e sofreu quando o América diminuiu. “Nós sofremos um pouquinho porque sofremos um gol de bola parada. Estou muito satisfeito com os três pontos, mas temos muito o que trabalhar”, disse, também aproveitando para elogiar a torcida. “Mesmo vindo de uma sequência de jogos sem vencer, a torcida estava presente e a gente sabe que eles podem encher mais o estádio”.

+ Confira a classificação completa da Série B!

O próximo desafio de Jorginho e do Coritiba é o clássico do sábado (5) contra o Paraná Clube, na Vila Capanema. Com uma semana inteira de trabalho, o treinador admite que o interesse alviverde é dar uma resposta ao rival – afinal, no primeiro turno o Tricolor venceu o Coxa de virada no Couto Pereira. “Temos um jogo fundamental agora contra o Paraná e temos quatro jogos em Curitiba que podem nos dar uma posição interessante na tabela. Temos que fazer o dever de casa, sabemos da dificuldade de enfrentar o Paraná e vamos em busca dessa revanche”, avisou o novo técnico do Coxa.