Após meses de negociação, o Coritiba enfim concluiu a venda dos direitos de transmissão do Brasileirão para a Rede Globo. O acordo, único entre os times da Série A, vale exclusivamente para a temporada 2020.

A cota do clube é fixa e está próxima de R$ 20 milhões, segundo apurou a reportagem. Os pagamentos acontecerão mensalmente até o fim do campeonato.

O contrato engloba tanto TV aberta quanto pay-per-view (PPV), mídia que foi incluída por exigência da emissora carioca. Na TV fechada, contudo, o Coxa segue vinculado à Turner, protagonista de um grande impasse com os clubes parceiros.

Por causa da pandemia da Covid-19 e da eleição no clube em dezembro, a diretoria coxa-branca decidiu negociar um contrato mais curto. Em 2021, com um cenário mais favorável, acredita-se internamente que seja possível conseguir luvas de assinatura, por exemplo.

Antes do coronavírus, o Alviverde chegou a recusar um bônus de assinatura de R$ 5 milhões por considerá-lo baixo. A expectativa era conseguir um valor próximo do fechado pelo Bahia (R$ 20 milhões).

Porém, com a paralisação do futebol e as dificuldades financeiras enfrentadas – especialmente a suspensão dos pagamentos da Turner –, a assinatura foi praticamente uma obrigação para o Coritiba. Não fossem os quase R$ 30 milhões da venda do lateral-direito Yan Couto, a situação seria ainda mais complicada.

Como escolheu ganhar um valor fechado pela temporada, o clube não tem direito à premiação, nem cota por jogo transmitido (cerca de R$ 1 milhão por partida). O contrato-base dos outros times, válido até o fim de 2024, conta ainda com uma parte igualitária de R$ 12 milhões.

Por outro lado, o Alviverde também afasta o risco de não receber uma grande parte do contrato em caso de rebaixamento. Nos moldes atuais, a premiação vai do campeão ao 16º colocado, excluindo os quatro últimos.

Com a assinatura do Coxa, o Red Bull Bragantino é o único time que ainda não oficializou nenhum contrato de televisão para a temporada. O Athletico também não tem vínculo no PPV e planeja, com a edição da MP 984, transmitir todos os seus jogos como mandante em sua plataforma própria de streaming.

Na TV fechada, as equipes da Turner são – além de Coxa e Furacão – Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos.

+ Mais do Coxa:

+ Maringá demite Pachequinho e ex-dirigente do Coritiba
+ Você é a favor do retorno do Campeonato Paranaense?
+ Blog do Cristian: “Quarentena seletiva”: o Campeonato Paranaense subiu no telhado?


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?