Depois de receber Caxias e Palmeiras na ida, e fazer os resultados no Couto Pereira, o Coritiba volta a ser visitante na Copa do Brasil. Desta vez, encara o Ceará às 21h50, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, com o objetivo de construir um bom resultado para o jogo de volta da semifinal, na semana que vem, em Curitiba.

O Coxa sabe da dificuldade que é desafiar a “Carroça Desembestada”, e também de outros obstáculos que terá de superar, como o gramado ruim do Presidente Vargas, o calor e a pressão da torcida local. Por isso, o clube não descarta que um empate com gols será bem-vindo.

No time, o volante Léo Gago e o meio-campo Rafinha estão de volta, após cumprirem suspensão, enquanto Leonardo substitui Bill, que foi expulso contra o Palmeiras.

“É um jogo bom, e todo jogador quer atuar numa partida dessa. Estou feliz e preparado para uma decisão. Temos que entrar bem e bastante focados para ajudar o Coritiba”, promete o atacante Leonardo.

Mas ele mesmo avisa que o Ceará deverá começar a partida com tudo. “No início do jogo vamos sofrer um pouco, assim como na semana que vem eles vão sofrer lá com o frio. A gente tem que entrar se doando ao máximo e após os primeiros minutos o Coritiba tem tudo para impor o seu ritmo de jogo”, aponta.

Responsável pela armação, ao lado de Rafinha e Davi, Anderson Aquino também espera trazer um bom resultado na bagagem. “O primeiro jogo é importante para se conseguir um bom resultado e decidir a classificação em casa, diante da torcida. A gente vai em busca da vitória como vem jogando sempre. Mas é lógico que temos que entender o regulamento do campeonato”, pondera.

Na visão dele, o Coritiba precisa fazer gol. “Se conseguirmos um empate não é mau resultado. Melhor ainda se for com gols. Então, vamos jogar com inteligência, marcando bem e jogando para poder vencer, por que a primeira ideia é vencer o jogo”, destaca.

Além das substituições de praxe, o técnico Marcelo Oliveira grante que não preparou nenhum surpresa de última hora. “O Coritiba hoje tem uma forma de jogar e o atleta só encaixa na posição do outro”, diz o treinador. Ontem, a equipe trabalhou sob um calor de 32´C no Ceten, Centro Esportivo do Nordeste, cedido ao Coxa.