Reflexo da falta de habilidade do departamento de futebol e da falha no planejamento, o Coritiba colecionou péssimos resultados em campo durante a temporada de 2018 e fechou o ano sem contar com um goleador nato. O homem de referência, matador, fez falta para o time que, neste ano, contou com o talento do atacante Guilherme Parede, que acabou sendo o goleador do Verdão com 12 gols marcados em 47 partidas. Essa posição, então, deve ser uma das prioridades da diretoria do Coxa para conseguir fazer um 2019 melhor.

Ao todo, 12 atacantes atuaram pelo Coritiba nesta temporada. Destes, seis iniciaram ou chegaram no decorrer do ano com a missão de ser o novo goleador. Mas nenhum agradou. Mais do que isso, nenhum conseguiu se firmar. Foram testados na posição os centroavantes Alecsandro, Bruno Moraes, Nathan, Pablo Thomaz, Jonatas Belusso e Kléber.

+ Leia mais: Coritiba teve primeiro ano tenso sob o comando de Samir Namur

O Gladiador, inclusive, foi o último centroavante que fez sucesso com a camisa do Coritiba. Kléber chegou ao time coxa-branca em 2015, mas conseguiu fazer uma grande temporada no ano seguinte, quando marcou 23 gols. No ano passado, foram 16 gols marcados em 31 partidas. Neste ano, o centroavante fez apenas seis partidas e marcou um gol.

Dos outros homens de referência que mais atuaram em 2018, o atacante Alecsandro foi o que conseguiu emplacar uma sequência maior no Coritiba. O camisa 9, que não permanecerá no Verdão na próxima temporada, fez 31 partidas e marcou seis gols. O jogador, na verdade, conviveu com alguns problemas físicos, e chegou, inclusive, a ser afastado do grupo principal durante o ano.

Bruno Moraes foi uma das principais decepções do Coxa. Foto: Albari Rosa.
Bruno Moraes foi uma das principais decepções do Coxa. Foto: Albari Rosa.

Uma das grandes decepções do Coritiba na Série B do Campeonato Brasileiro foi o atacante Bruno Moraes. O jogador chegou com o status de goleador depois de, no início do ano, ter ganhado o prêmio de craque do interior defendendo as cores do Botafogo-SP na disputa do Campeonato Paulista. Foram 20 jogos, somente dois gols marcados e atuações ruins do centroavante durante a segunda divisão.

Quem também chegou no decorrer da temporada e não agradou foi o atacante Jonatas Belusso. Depois de boas passagens pelo Brusque e pelo Londrina, recentemente, o centroavante não conseguiu ter uma sequência no time. Foram apenas nove jogos, nenhum gol marcado e, mesmo com contrato com o Verdão, o jogador deve atuar no América-MG em 2019.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Dois jogadores que subiram recentemente das categorias de base do Coritiba também foram testados na função. Os atacantes Pablo Thomaz e Nathan tiveram a chance de ajudar o time. Sobretudo pela pressão e pela cobrança que o clube passou neste ano, nenhum conseguiu se firmar, mas Nathan teve um momento importante na temporada quando marcou o gol da vitória do Verdão sobre o Goiás, em Goiânia.

Por isso, o atacante Guilherme Parede, que retornou de empréstimo no início deste ano, acabou se tornando o goleador do Coritiba na temporada. Com exceção do camisa 77, os atacantes do Verdão, de forma geral, não foram bem em 2018. O clube marcou 60 gols na temporada e somente 25 foram marcados por jogadores de frente, ou seja, somente 41% foram anotados por centroavantes. O goleiro Wilson, por exemplo, fechou o ano com cinco gols e como terceiro principal goleador do Coxa em 2018.

Números preocupantes e que comprovam a necessidade de o Coritiba aumentar seu percentual de acerto nas contratações de atacantes para a temporada de 2019. Posição carente e que poderá ser decisiva nos objetivos do Coxa no ano que vem, sobretudo na luta para retornar à primeira divisão.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!